Fernanda Takai faz primeiro show de 'Na Medida do Impossível'

Turnê nacional começa neste sábado, no Auditório do Ibirapuera; novo disco do Pato Fu sai em outubro

Julio Maria, O Estado de S.Paulo

01 de agosto de 2014 | 17h06

 Fernanda Takai vem a São Paulo neste final de semana para lançar a turnê nacional do álbum 'Na Medida do Impossível'. Sua apresentação será neste sábado, a partir das 21h, no Auditório do Ibirapuera. O disco foi bancado pelo edital mineiro do programa Natura Musical.

Sem o Pato Fu, Takai colocou muitas ideias em prática que, ao lado dos amigos de banda, não emplacavam. 'Amar como Jesus Amou', uma ousadia sacro-pop trazida das missas de domingo, teve a participação nos estúdios de Padre Fábio de Mello. Mas os compromissos não permitiram que o encontro acontecesse no palco. “Por conta da agenda dos meus convidados, é difícil contar com eles. Talvez num momento ou outro. Mas ainda não consegui confirmar nenhuma data”, diz Takai. Samuel Rosa, do Skank, divide com ela, no disco, as vozes da versão em português de 'Heal the Pain', de George Michael (que virou 'Pra Curar Essa Dor'). 

Mesmo sem convidados especiais, Takai diz que o show terá os mesmos arranjos do álbum. “Procuramos ser muito fiéis. Dessa vez, diferente das outras turnês solo, eu toco violão também.” O repertório não vai se limitar ao disco novo. “Vamos mostrar algumas outras canções que gravei para projetos diferentes, algumas poucas do 'Onde Brilhem Os Olhos Seus' e surpresas, claro.” Takai diz sentir boas energias em sua direção desde que lançou o álbum, em abril. “As músicas tocando nas rádios, disco vendendo bem pros dias de hoje, boas matérias, público feliz e apaixonando por ele. Dá uma vontade enorme de ir pra estrada...” Os fãs do Pato Fu, diz, terão surpresas em breve. “Estamos finalizando o novo disco em duas semanas. Ele estará disponível até meados de outubro. Vou ter que me equilibrar entre os dois projetos durante pelo menos dois anos... Mas estou me acostumando a isso.”

Tudo o que sabemos sobre:
Patofu

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.