Weber Padua
Weber Padua

Fernanda Takai, do Pato Fu, lança álbum com músicas de Tom Jobim

As 13 faixas de 'O Tom da Takai' foram produzidas por Roberto Menescal e Marcos Valle

João Paulo Carvalho, O Estado de S.Paulo

23 Maio 2018 | 06h00

Aos 9 anos de idade, ainda na infância em Belo Horizonte, Minas Gerais, a então pequena Fernanda Takai já se encantava com os acordes únicos e o jeito leve de cantar da bossa nova. Derivado do samba e com forte influência do jazz, o gênero criado por Tom Jobim, Vinicius de Moraes e João Gilberto, jovens compositores da zona sul do Rio de Janeiro, influenciava Takai desde os primeiros passos na carreira musical. “Meu jeito de cantar sempre esteve muito mais próximo da bossa nova do que do rock. A música popular brasileira era algo presente em minha casa desde a infância”, conta a artista em entrevista exclusiva ao Estado. A performance que encantou o coração de Takai, no entanto, foi a da cantora carioca Sylvia Telles (1934-1966) e seu Samba Torto: "Jamais me esqueci. Lembro exatamente daquele jeito delicado de cantar", complementa.

+++ Análise: A doce interpretação de Fernanda Takai cai como uma luva em seu novo disco de bossa

+++ Fernanda Takai lança DVD gravado em Inhotim e mostra sua versatilidade vocal e forte ligação com BH

Quase quatro décadas depois, ela se reencontra de um jeito diferente com o estilo que tanto a influenciou e inspirou na música. A cantora lança no próximo dia 1.° de junho o disco O Tom da Takai. O álbum traz 13 composições de Tom Jobim (1927-1994) regravadas na voz da líder do Pato Fu, banda mineira formada em 1992. O repertório, no entanto, é diferenciado.

+++ Após sucesso do primeiro álbum, Pato Fu lança 'Música de Brinquedo 2'

O novo trabalho, que reúne músicas escritas no início da carreira de Jobim, foge dos hits e mostra a fase mais crua do maestro e compositor. Olha Pro Céu, Aula de Matemática, Outra Vez, Ai Quem Me Dera e Brigas Nunca Mais, por exemplo, surgem como expoentes de uma bossa nova leve e jovial cantada por Takai. "Eu tinha uma memória afetiva forte das músicas que gravamos. Algumas, por sinal, eu já havia ouvido, mas não lembrava o nome", conta ainda a cantora.

+++ Pato Fu completa 25 anos e ganha coletânea criada por bandas independentes; ouça

Gravado no estúdio Tambor, no Rio, O Tom da Takai foi produzido por dois nomes de peso da bossa nova: Roberto Menescal e Marcos Valle. Todos os arranjos, assim como a produção das faixas, foram feitos por eles. Fernanda Takai conheceu a dupla de ouro no ano passado durante uma série de shows que rodou o Brasil para celebrar os 80 anos do próprio Menescal. "Fizemos ao todo seis apresentações pelo País. A afinidade foi imensa e logo de cara nos demos muito bem. Tanto o Menescal quanto o Marcos Valle são senhores com alma de criança. Eles me mostraram que é possível ter uma carreira longa e vitoriosa sem perder a criatividade", lembra também Takai.

+++ Pato Fu volta a SP com seu show 'Música de Brinquedo'

Caminho certo. Aos 46 anos, Takai se consolida como cantora da MPB. Em 2007, quando lançou seu primeiro disco solo, Onde Brilhem os Olhos Seus, ela surpreendeu a todos ao interpretar as músicas de Nara Leão (1942-1989). Criativa, moderna e dona de uma voz delicada, mostrou requisitos de sobra para fazer um tributo à "musa da bossa nova".

Com direção artística de Nelson Motta, o álbum vendeu mais de 50 mil cópias e recebeu o prêmio de 2007 de Melhor Disco de Música Popular Brasileira da Associação Paulista dos Críticos de Artes (APCA). "A elegância da bossa me acompanha há muito tempo. Algumas canções do Pato Fu já tinham essa pegada mais leve de sussurrar ao pé do ouvido. Nunca vou deixar de ser uma cantora pop. "A vontade que tenho como intérprete é justamente a de atrair um público novo. Quero que mais gente ame a bossa nova, nosso gênero musical mais exportado. Isso aconteceu com a Nara Leão e tem tudo para acontecer de novo com o Tom Jobim", complementa.

FAIXAS COMENTADAS

Bonita

Música mais conhecida do disco

Olha Pro Céu

Arranjo bonito e letra original

Aula de Matemática

Dueto clássico

Só Saudade

Canção sentimental

Outra Vez

Participação de Jim Tom Lison

Ai Quem Me Dera

Menescal assume o vocal

Brigas Nunca Mais

Sugestão certeira de Menescal

Fotografia

Dueto interessante com Valle

Samba Torto

Famosa na voz de Sylvia Telles

The Red Blouse

Originalmente instrumental

Esquecendo Você

Takai canta de maneira diferente

Estrada do Sol

Takai já havia regravado

Eu Preciso de Você

Encerra o disco para cima

FERNANDA TAKAI 

'O Tom da Takai'

Deck. R$ 24,90

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.