Fãs pedem turnê de Led Zeppelin após sucesso de show

A banda Led Zeppelin teve quesatisfazer altas expectativas em seu show de reencontro, nanoite de segunda-feira, mas os roqueiros britânicos fizeram umaapresentação tão boa que críticos e fãs estão suplicando poruma turnê mundial da banda. As críticas foram virtualmente unânimes nos elogios feitosà banda, que tocou junta apenas um punhado de vezes desde amorte do baterista John Bonham, em 1980, após uma bebedeiraexagerada. "Fiquei simplesmente maravilhado com a maior banda domundo", escreveu o crítico do Telegraph, David Cheal. "Bizarros, sedutores e melhores que nunca" foi a mancheteda crítica de Alexis Petridis, do jornal The Guardian, queatribuiu o escore máximo -- cinco estrelas -- ao show. Foram feitos elogios a todos os três membros originais,cuja média de idade é 61 anos, e ao filho de Bonham, Jason, quefoi o baterista da noite. Aos 59 anos, Robert Plant pode ter tido alguma dificuldadecom as notas mais altas, mas sua performance numa apresentaçãoque durou mais de duas horas e incluiu 16 canções foi melhor doque muitas pessoas tinham ousado esperar. "Os equipamentos mais velhos podem demorar mais para entrarem funcionamento, mas, depois de as válvulas necessárias seremaquecidas, a qualidade é inconfundível", escreveu Pete Paphidesno The Times. Jimmy Page, 63 anos, atraiu alguns dos maiores aplausos porseus acordes fortes e suas improvisações, incluindo uma de suasfaçanhas típicas, passando um arco de violino pelas cordas desua guitarra, e John Paul Jones, 61, foi aplaudido por garantira base rítmica no baixo. Jason Bonham fez justiça a seu pai na bateria,acrescentando um elemento funk que não existia na bandaoriginal, "algo que acrescenta mais élan as canções", segundo oIndependent. Para vários críticos, dois dos melhores momentos da noiteforam "Black Dog", a terceira canção apresentada, e "Kashmir",perto do final do show. Sobram especulações de que o Led Zeppelin possa seguir oexemplo de outras bandas de roqueiros sessentões, fazendo umalucrativa turnê mundial. Não houve muitos indícios na segunda-feira quanto apossibilidade de isso de fato acontecer. Robert Plant, que temuma carreira solo bem-sucedida, é vista como o integrante dabanda que tem menos chances de concordar com a idéia.

MIKE COLLETT-WHITE, REUTERS

11 de dezembro de 2007 | 16h22

Tudo o que sabemos sobre:
MUSICAZEPPELINSUCESSO

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.