Efe
Efe

Fãs denunciam caos em show de Bruce Springsteen na Espanha

Atrasos, aglomerações e invasão de não-pagantes revoltou quem foi ao show que encerrava a turnê pela Europa

Efe,

03 de agosto de 2009 | 14h03

Dezenas de pessoas apresentaram denúncias devido às aglomerações e desconfortos sofridos no show de Bruce Springsteen na cidade espanhola de Santiago de Compostela, que fechava sua turnê europeia.

 

As denúncias foram apresentadas à Polícia Nacional, à Prefeitura de Santiago e ao Escritório Municipal de Atendimento ao Consumidor. Os denunciantes alegam que tiveram que esperar cerca de duas horas para poder entrar no local do evento, o que os organizadores negam, ao afirmar que abriram as portas às 20 horas, duas horas antes do início previsto do show.

 

Os fãs também alegam que ainda havia pessoas esperando do lado de fora do local quando os portões foram abertos e que, naquele momento, foi permitido o acesso sem apresentar as entradas, o que permitiu que entrassem pessoas que não tinham pagado.

 

O que aconteceu do recinto para dentro é de responsabilidade da Doctor Music, organizadora do evento, assim como a ordem ao acesso das portas, a hora de abertura e a obrigação de ter um livro de reclamações no local, segundo uma autoridade.

 

A fonte acrescentou que as portas foram abertas às 20h45, em vez de às 20h como estava previsto, e disso derivou "parte do problema" posterior. A partir daquele momento, houve aglomerações e "um número grande de pessoas com entrada que não entraram no local", afirmou.

 

Daniel Gutiérrez, responsável de imprensa da Doctor Music, disse que as portas abriram às 20h e negou qualquer atraso.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.