Fãs de Jim Morrison pedem indulto ao governador da Flórida

Os fãs do falecido vocalista JimMorrison,líder da lendária banda de rock The Doors, pediram ao governador daFlórida, Charlie Crist, que conceda o indulto "pós-mortem" aocantor, informou nesta terça-feira, 10, o jornal The Miami Herald. Morrison, condenado em 1969 em Miami a seis meses de prisão porcomportamento lascivo em um show nesta cidade da Flórida, morreu emParis três anos depois devido a um ataque cardíaco e antes que suaapelação fosse considerada.Bad boy O carismático autor de canções como Light My Fire, Break OnThrough e L.A. Woman foi acusado dias após seu caótico show noauditório Dinner Key, em Coconut Grove (Miami), de ter abaixado ascalças e simulado uma masturbação, entre outros fatos. Quase 36 anos depois, os fãs de Morrison querem reabilitar aimagem de seu ídolo com este pedido de perdão, acrescentou o jornal. Morrison poderia, assim, ser lembrado "como um artista, em vezdecomo um ´bad boy´ com antecedentes criminais", disse ao jornal DaveDiamond, fã de Morrison e produtor de televisão. Segundo o jornal, Diamond escreveu no mês passado uma carta aogovernador da Flórida pedindo que concedesse o perdão "pós-mortem"aMorrison, a fim de limpar sua imagem e a da banda, que sofreudepoisdo escândalo o cancelamento de várias apresentações. Os esforços de Diamond têm o sinal verde do pai de Morrison,George S. Morrison, de 87 anos e almirante reformado da MarinhaAmericana. No entanto, Crist, que disse que estaria disposto a rever asentença, não pode conceder ele mesmo o perdão, pois precisa ter oapoio de outros dois ou três membros de seu gabinete, que decidenoscasos de pedido de clemência.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.