Família Harrison era "amorosa e unida"

Olivia Arias, a esposa mexicana de George Harrison, foi quem informou o mundo sobre a morte do mais jovem Beatle. Olivia conheceu Harrison quando trabalhava como secretária na companhia discográfica Dark Horse, onde o músico gravava suas músicas. Depois de se separar da primeira mulher, Pattie Boyd, em 1977, Harrison começou o romance com aquela que mais tarde seria mãe de seu filho Dhani. Casaram-se em setembro de 1978.Apesar do afastamento da mídia e dos eventos sociais, o casal deu várias entrevistas onde revelavam o amor pela jardinagem, a meditação e a vida caseira. Mas foi em 1999 que Olivia saiu nas manchetes de todo o mundo depois de salvar o marido de um atentado. Olivia estava na mansão do casal quando um intruso tentou matar Harrison com vários golpes de punhal. "Graças a Olivia estou vivo novamente", declarou Harrison à imprensa, depois de ter sido hospitalizado.Hoje, ao enviar as condolências pela morte do ex-Beatle, Yoko Ono, viúva de John Lennon, disse que Harrison, Olivia e Dhani eram muito "unidos". "Eram a família mais amorosa que se pode imaginar". Olivia deu a Harrison o calor familiar que o músico buscava, em especial depois da turbulenta relação com Pattie.Com sua primeira mulher, viveu uma intensa paixão que levou Eric Clapton, velho amigo de Harrison, a escrever a famosa Layla, onde descrevia seus padecimentos por um amor não correspondido. Patty, ou Layla, finalmente terminou, por um tempo, nos braços de Clapton, o que, no entanto, não quebrou a amizade entre os dos lendários músicos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.