Família de Michael Jackson estuda funeral aberto ao público

Pai do rei do pop disse que a família ainda espera descobrir o que aconteceu realmente com Michael

AP,

29 de junho de 2009 | 16h37

O reverendo Al Sharpton, ativista dos direitos civis, disse que a família do cantor americano Michael Jackson está considerando com cuidado como deverá celebrar o funeral do astro do pop, morto na semana passada.

 

Veja também: 

linkMichael Jackson não era pai biológico, diz ex-mulher

linkArtistas celebram Michael Jackson durante premiação nos EUA

especialA trajetória de Michael Jackson, ícone do pop

mais imagens Veja galeria de fotos

som Território Eldorado: ouça todas as fases do rei do pop

blog Fórum: Morre Michael Jackson, rei do pop

video 'Thriller', o disco mais vendido da história

video 'Beat It', com Michael Jackson

 

Sharpton e o pai Michael Jackson, Joe, deram uma coletiva nesta segunda-feira, 29, em frente à casa da família Jackson no sul da Califórnia.

 

Joe Jackson disse que a família ainda espera descobrir o que aconteceu realmente com Michael, morto na quinta-feira passada aos 50 anos, antes de organizar o funeral. Segundo ele, o funeral de Michael será aberto ao público. Já Sharpton disse que o plano para o funeral precisa ser cuidadoso e não pode ser feito de maneira improvisada.

 

Joe Jackson negou as notícias de que seu filho poderia ser enterrado em seu antigo rancho Neverland. Ele  isse "Isso não é verdade".

 

O pai do rei do pop disse também que os filhos de Michael Jackson estão felizes e estão na companhia de outras crianças.

As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Michael Jackson

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.