Família de Michael Jackson ainda decide local do enterro

Advogado, entretanto, garante que o corpo do rei do pop já foi enterrado, embora não revele a data

Agência Estado,

10 de agosto de 2009 | 15h25

A família do cantor Michael Jackson, morto no dia 25 de junho em decorrência de uma parada cardíaca, ainda não decidiu onde o corpo do "rei do pop" será enterrado, afirmou Jermaine Jackson, irmão do artista, em entrevista ao canal de notícias CNN nesta segunda-feira, 10.

 

Veja também:

mais imagens Veja galeria de fotos

video 'Thriller', o disco mais vendido da história

 

Segundo Jermaine, o local onde Michael será enterrado somente será decidido pela mãe do cantor, Katherine Jackson, que tem a guarda dos três filhos do "rei do pop". Jermaine, entretanto, não escondeu a vontade de que seu irmão seja enterrado no rancho Neverland, no condado de Santa Bárbara, em Los Angeles, onde o cantor viveu boa parte do tempo nos anos finais de sua carreira.

 

Alguns dias após a morte de Michael, especulou-se que a família o enterraria em Neverland após o funeral, o que causou preocupação aos funcionários e moradores do rancho, que temiam que uma grande multidão fosse até o local para acompanhar o enterro do ídolo.

 

Jermaine não disse onde sua mãe gostaria de enterrar o irmão e não revelou o atual paradeiro do corpo de Michael. "Estou preocupado com a segurança e em não causar nada que altere a tranquilidade da situação", disse ele à CNN. "No fim do dia, ela tomará a decisão", completou.

 

Contradição

 

Apesar das declarações de Jermaine à CNN, um advogado da família disse nesta segunda que o corpo de Michael já foi enterrado, segundo a Sky News. Segundo o jornal Daily Mail, o enterro ocorreu no Forest Lawn Memorial Park, em Hollywood, Los Angeles, mas não foi revelado o dia exato do enterro.

 

O diário afirma que o corpo do cantor está perto do túmulo da avó dele, Martha Bridges, morta em 1990. O local exato não foi informado para que a área não se torne ponto de culto dos fãs. Uma fonte do cemitério, falando sob condição de anonimato, afirmou que caso o túmulo seja descoberto, a família pretende mudá-lo de local para evitar a peregrinação dos fãs.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.