Falamansa mostra seu neoforró em São Paulo

O Falamansa não pára de fazer milagres acontecerem no meio fonográfico desde que ganhou forma, há três anos. Com uma proposta corajosa e surpreendente, as sanfonas e triângulos do quarteto paulistano soam e lucram cada vez mais alto. Em média, são 25 shows por mês em boates e casas de espetáculos. Do Rio de Janeiro ao Crato, no Ceará, suas apresentações estão sempre lotadas por adolescentes seguidores do neoforró pé-de-serra.Mais impressionante é a incessante procura por seus discos. Deixa Entrar..., lançado no ano passado, é hoje a mais produtiva galinha dos ovos de ouro da gravadora Abril Music. Em apenas um ano, saíram das lojas nada menos que 840 mil cópias - vendagem impulsionada principalmente pelo hit Xote dos Milagres, em que o grupo, de maneira profética, afirma que "o Falamansa faz milagre acontecer". Levar um ritmo nordestino há pouco tempo tão desdenhado pela classe média para o Credicard Hall pode ser considerado outra dádiva. Amanhã e domingo, na ostentosa casa de shows do Morumbi, o grupo reaparece para seu público mais fiel. "Estamos caminhando devagar. Mas já dá para sentir que nosso trabalho está sendo reconhecido", conta o percussionista Alemão.Falamansa. Amanhã, às 22 h. Domingo, às 18 h. Credicard Hall (Av. das Nações Unidas, 17.955. Tel: 5643-2500) Ingressos: de R$ 15 a R$ 40.Leia mais

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.