Ex-sócio acusa Michael Jackson na Justiça

Um ano depois de ter sido absolvido no caso de abuso sexual de um menor, Michael Jackson é acusado na Justiça por um ex-sócio, que exige que o popstar lhe pague US$ 3,8 milhões. O caso vai expor a situação financeira caótica em que Jackson se encontra.O artista não comparecerá aos tribunais mas fez declarações através de um vídeo. "Que eu saiba, ele não foi convocado a comparecer ao tribunal", disse seu porta-voz, Raymone K. Bain, acrescentando que o ator, que vive atualmente no Bahrein, está viajando pela Europa. De acordo com o ex-sócio do cantor, F. Marc Schaffel, Jackson fez um empréstimo de US$ 3,8 milhões e até hoje não devolveu o dinheiro. Além disso, não lhe pagou pela gravação que fez de um vídeo ligado à caridade e por especiais que produziu para programas de televisão e que ajudaram a melhorar a desprestigiada reputação do astro, afetada pela acusação de pedofilia, no ano passado. O caso de abuso sexual provavelmente virá à tona no processo iniciado por Schaffel, uma vez que ele acompanhou o caso.A primeira seção do julgamento será em 26 de julho.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.