Hans Pennink/AP
Hans Pennink/AP

Ex-mulher do lendário Neil Young, Pegi Young morre aos 66 anos de câncer

Cantora e compositora, ela lançou em 2016 seu último disco, 'Raw', que lembra a separação do casal, em 2014

Redação, O Estado de S. Paulo

03 Janeiro 2019 | 22h42

A cantora e compositora Pegi Young morreu na terça, dia 1.º, em um hospital na Califórnia, aos 66 anos, após lutar contra um câncer. A notícia foi dada pelo Instagram dela.  

Margaret ‘Pegi’ Young começou a carreira no grupo The Pinkettes, banda de vocalistas de apoio de Neil Young em uma turnê de 1983. Em 1994, ela cantou Philadelphia na cerimônia do Oscar, música composta pelo seu então marido para o filme de mesmo nome.

Em 2007, Pegi lançou seu álbum solo de estreia, homônimo, seguido de mais dois discos, Foul Deeds (2010) e Bracing For Impact (2011).  

Pegi e Neil se conheceram em 1974 e o encontro inspirou a música Unknown Legend, composta pelo músico. Eles se casaram em 1978 e tiveram dois filhos, Ben e Amber. Neil também é pai de Zeke, de um relacionamento anterior. Ben e Zeke têm paralisia cerebral e Amber, epilepsia.

Diante do diagnóstico de seus filhos, o casal fundou a Bridge School e um festival beneficente para arrecadar fundos para tratar crianças com necessidades especiais. O evento durou de 1986 a 2016. 

O casal se divorciou em 2014, após 36 anos de casamento, e a separação marcou o disco Raw, que Pegi lançou em 2016.

Desde 2016, Neil Young mantém um relacionamento com a atriz Daryl Hannah

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.