Ex-empresária de Madonna é encontrada morta

Porta-voz de Madonna diz que Caresse Henry 'morreu de repente'; polícia encontra mensagem de suicídio

EFE,

05 de abril de 2010 | 15h43

Caresse Henry, ex-empresária de Madonna, Ricky Martin, Jessica Simpson, Joss Stone, Paula Abdul, entre outros, foi encontrada morta em sua casa, informou nesta segunda, 5, a CNN.

 

A porta-voz de Madonna, Liz Rosenberg, divulgou uma declaração na qual indica que Caresse "morreu repentinamente" na quarta-feira passada, em Irvine, no estado americano da Califórnia, onde morava, e que o velório será realizado no dia 9 de abril, na Igreja de Saint Paul, em Westwood.

 

"Apesar de boatos contrários, a causa da morte não foi determinada e está sob investigação", apontou o comunicado.

 

Um porta-voz do departamento de polícia de Orange County, Jim Armonimo, disse à imprensa no fim de semana que havia uma mensagem de suicídio no local onde o corpo foi encontrado.

 

O escritório legista do condado apontou na sexta-feira que Caresse, de 44 anos, tinha dado um tiro em si mesma.

 

Rosenberg pediu que sejam respeitados os desejos da família de Caresse de que sua privacidade seja preservada "neste momento difícil".

Tudo o que sabemos sobre:
Caresse HenryMadonna

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.