Ex de McCartney processará jornais por informações falsas

Heather Mills processará dois jornais pelas afirmações "falsas, prejudiciais e imensamente ofensivas" publicadas sobre seu divórcio do ex-Beatle Paul McCartney, informaram os advogados da ex-modelo. O escritório de advocacia Mishcon de Reya, que representa Mills, informou que as ações judiciais serão contra o Daily Mail e o Evening Standard.Na semana passada, os dois jornais publicaram documentos que, segundo afirmavam, faziam parte da resposta da ex-modelo, de 38 anos, ao processo de divórcio que McCartney apresentara em julho. A ex-modelo teria acusado o músico, de 64 anos, de se comportar de forma violenta com ela, de ser autoritário e de freqüentemente estar bêbado ou sob efeito de drogas.Em comunicado, os representantes legais de Heather destacaram que o tempo e o dinheiro da ex-modelo não são "infinitos", e por isso ela não pode "ao menos por enquanto" processar todos os jornais "que publicaram afirmações falsas, prejudiciais e imensamente ofensiva sobre ela". A segunda esposa do ex-Beatle também processará posteriormente também o sensacionalista The Sun.Após a informação divulgada pelos jornais, o ex-Beatle anunciou através de seus advogados que se defenderia "energicamente" das acusações.Oferta de McCartney publicada em jornais é falsa, dizem advogadosOs advogados afirmaram que a informação de que Heather recebeu uma oferta de acordo de divórcio avaliada em 30 milhões de libras (cerca de 45 milhões de euros) de Paul McCartney era "completamente falsa"."A verdade é que não foi feita nenhuma oferta de acordo, por nenhuma quantidade", acrescentaram os advogados, criticando o fato de que Heather é "perseguida aonde quer que vá".Segundo os advogados, "ela é acossada pelos fotógrafos, que se reúnem na porta de sua casa e a perseguem em carros, sem se importarem com sua segurança ou a segurança de sua filha", Beatrice, de 2 anos, que a ex-modelo teve com o músico.O Mishcon de Reya apresentou uma cópia de uma carta, na qual um jornal britânico oferecia à irmã de Heather, Fiona, uma "quantia considerável" por informações sobre o divórcio.Os advogados pedem aos meios de comunicação, em nome de sua cliente e "como um assunto de decência comum", que mostrem "uma ponta de moderação".O Daily Mail e o Evening Standard se recusaram a comentar o assunto por enquanto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.