Europa Galante faz três concertos em São Paulo

Considerado um dos principais símbolos do renascimento da música barroca na Europa, o conjunto italiano Europa Galante, dirigido por seu fundador, o violinista Fábio Biondi, faz três concertos em São Paulo. As apresentações serão realizadas de amanhã a quarta-feira, no Teatro Cultura Artística.Formado em 1989, o grupo alcançou em pouco tempo prestígio e reconhecimento da crítica, em especial no que diz respeito ao modo que interpreta Vivaldi. Segundo a revista Music in Concert, a interpretação do grupo de As Quatro Estações é uma das "mais imaginativas e dramaticamente eficientes". "O grupo mostra que a especialização na música de um determinado período pode fazer uma enorme diferença entre competência e maestria", publicou o jornal Sydney Morning Herald, um dos mais prestigiados da Austrália.Para o concerto em São Paulo, o grupo programou, de Vivaldi, para amanhã e quarta, As Quatro Estações. Terça interpreta, do mesmo compositor, o Concerto em Ré Menor Para Dois Violinos e Violoncelo op.30 nº 11, o Concerto em Lá Menor Para Dois Violinos op.3 nº 8 e o Concerto Para Dois Violinos e Violoncelo op.3 nº 2.Amanhã o grupo toca também o Concerto Grosso op.1 nº 5 em Ré Maior, de Locatelli, o Concerto Grosso em Ré Maior op.6 nº 4 e a Sinfonia em Sol Maior JC. 15. Na terça, interpreta o Concerto Grosso op. 6 nº 8, de Corelli, e a única peça de Bach programada para as apresentações, o Concerto para Oboé e Violino em Dó Menor. Na quarta, o Europa Galante repete as peças de Corelli, Locatelli e Sammartini.O programa, além de mostrar o resultado do trabalho que o grupo vem desenvolvendo com relação ao resgate da música barroca, mostra, também, uma de suas principais características: a diversidade de formas que pode assumir. Tal versatilidade possibilita a apresentação de um maior número de peças - de óperas de Haendel a oratórios de Scarlatti.Sua discografia, que já foi agraciada com prêmios expressivos como o Diapason D´Or (vencido quatro vezes), o Prix Du Disque e o Prêmio Cini (de Veneza), inclui peças de uma vasta gama de compositores. Entre eles, Luigi Bocherini (Trios), Giovanni Pergolesi (Salve Regina), Geminiani (Concerto Grosso op.3), Claudio Monteverdi (Madrigal), Girolamo Frescobaldi (Arie Musicali), Francesco Landini (Ecco La Primavera) e Anthonelo de Caserta (Sonata nº 10).Músico versátil, além do repertório barroco, o violinista Fábio Biondi explora também o universo de compositores como Schubert e Schumann. Uma das principais características de seu trabalho é a busca pela fidelidade em relação à partitura original, tendo especial destaque seu trabalho na descoberta de novos compositores e autores de diversos períodos da história da música. Nesse sentido, o Europa Galante foi responsável por estréias mundiais de peças como o oratório La Maddalena, de Scarlatti.Serviço - Europa Galante. De segunda a quarta, às 21 horas. De R$ 50,00 a R$ 120,00. Teatro Cultura Artística Sala Esther Mesquita. Rua Nestor Pestana, 196, em São Paulo, tel. (11) 258-3616.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.