EUA negam visto ao cantor Lucho Gatica

O cantor chileno Lucho Gatica, um dos reis do bolero, se queixou hoje dos Estados Unidos por não conseguir ter seu visto de permanência renovado. Gatica mora em Los Angeles, mas, desde que expirou sua licença, ele não pode rever sua família. "Não sou terrorista, não sou traficante, então não sei por que me negaram o visto, já que tenho esposa e duas filhas americanas", disse.O "eleito de Deus", conforme é chamado em países da América Latina, fez sua queixa a uma rádio mexicana. Contou que, há oito meses, deixou os Estados Unidos para uma série de turnês. De volta a Miami, há dois meses, foi informado de que seu visto de dez anos havia caducado, e que poderia renová-lo no México, onde, contudo, a permissão lhe tem sido negada.Ele negou ter problemas fiscais e disse até ser um admirador dos Estados Unidos, mas "mas parece que muitas coisas têm mudado". Gatica e sua família moram em Los Angeles, onde foi homenageado há pouco tempo por um grande número de artistas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.