"Estréia" traz pérolas da MPB

A parte nacional do pacoteEstréia, da Universal, traz gemas da MPB, entre elas discosque nunca tinham saído em CD antes, como o primeiro de Taiguara,do grupo performático Asdrúbal Trouxe o Trombone, do cantor ZéRenato, Joyce, Jorge Mautner e Eduardo Dusek. O disco de Mautner é um achado. Ele só estreou gravandocomo músico em 1965, um compacto em que assinava como GeorgeMautner e tinha duas músicas: Radioatividade e Não nãonão. O primeiro elepê é esse registro de um show no TeatroOpinião, em 1972. Ali, está uma música que virou hit,Locomotiva, gravada por Wanderléa. Só no ano seguinte viriaMaracatu Atômico, quase uma profecia musical que viria a seconcretizar anos depois com o mangue beat. É assombrosa a sofisticação poética de Mautner,reforçada pelo tom psicodélico das músicas, como em AnjoInfernal. "Eu queria um dia, te pegar pela mão, te levar parauma festa sensacional/Pra todo mundo me perguntar/Quem é, quem équem é?/Esse anjo infernal." Outro trabalho de assustadora antevisão é Tim Maia,estréia de Sebastião Rodrigues Maia no vinil, em 1970. Tim Maiasó veio a gravar depois de praticamente uma década sendoignorado pela indústria do disco, e após Elis Regina convidá-lopara um dueto em Pleno Verão (1969). Ele tinha gravado atéentão dois compactos e não fizera sucesso. Totalmente fora de circulação, o disco do uruguaioTaiguara Chalar da Silva, ex-crooner do Sambalanço Trio, chegapela primeira vez ao CD nesse pacote. O álbum, de 1965, traz 12 faixas, entre elas aonipresente Samba de Verão, de Marcos e Paulo César Valle,sucesso com Bebel Gilberto na virada do século. O processo de recuperação dos CDS passou pelarestauração dos tapes originais analógicos, que foramremasterizados no processo digital de alta qualidade técnica dosistema Sonic Solutions, segundo informou Marcelo Fróes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.