Especialistas reconstroem rosto de Bach

Especialistas reconstruíram digitalmente o rosto de Johann Sebastian Bach e disseram que os resultados devem surpreender os fãs do compositor alemão do século 17. A imagem de um homem de porte robusto e cabelos brancos cortados rentes à cabeça foi criada a partir dos ossos de Bach e com a ajuda de modelagem computadorizada. Criado pela antropóloga forense escocesa Caroline Wilkinson, o novo rosto de Bach será exposto em março no museu Bachhaus, em Eisenach, cidade do leste da Alemanha em que Bach nasceu. Os retratos do compositor feitos no século 18 o mostram de forma muito diferente. "Para a maioria das pessoas, Bach é um senhor idoso de peruca. É uma imagem estilizada. Não temos nenhum retrato realista dele", disse à Reuters o diretor do museu, Joerg Hansen. "Sabemos que ele foi um homem que se expressava fisicamente -- que dançava, marcava o tempo com os pés quando tocava, que cantava. Era um homem muito dinâmico e, com essa reconstrução, é possível perceber isso." Os ossos de Bach foram retirados do túmulo em 1894. Em 1908, foram usados por escultores para ajudá-los a moldar um busto dele. Mas o busto era baseado principalmente em um retrato dele, e críticos contemporâneos dizem que a escultura é tão imprecisa que poderia igualmente bem ser um retrato do compositor Handel. "Não é realmente tão importante assim saber qual era a aparência de Bach. Nós o amamos por sua música -- essa é a razão pela qual as pessoas vêm ao museu. Mas elas também se interessam por Bach, o homem", disse Hansen.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.