Especialista diz que Herbert Vianna cometeu "erro básico"

O major Gustavo Albret, presidente da Associação Brasileira de Ultraleves (ABU), do Rio de Janeiro, afirmou hoje à tarde que o músico Herbert Vianna, do grupo Os Paralamas do Sucesso, cometeu um erro básico da aviação durante o acidente em que foi vítima ele e sua mulher, Lucy Vianna, ontem, em Mangaratiba, litoral sul do Rio de Janeiro."Ele tentou uma reversão, mas voava muito baixo. Perdeu a noção de profundidade e bateu na água", afirmou o major. Albret desmente as informações de que Vianna estaria realizando um "looping" (uma volta no ar) quando se acidentou, mas confirma que a reversão tentada pelo músico é uma manobra acrobática para a qual ele não estava habilitado. "Ele tentou ir além de suas possibilidades", avalia o major.A reversão consiste em um vôo razante, seguido por uma curva acentuada para efetuar um segundo vôo razante no mesmo lugar. O Serviço Regional de Aviação Civil (Serac) 4, do Rio de Janeiro, que investiga o acidente, ainda não se pronunciou oficialmente sobre o caso. Mas Albret garante que a ABU já não tem mais dúvidas sobre a manobra que causou o acidente. De acordo com o major, a grande maioria dos acidentes com ultraleves são causados por imperícia dos pilotos. O Departamento de Aviação Civil (DAC) não tem informações estatísticas sobre o número de acidentes com ultraleves no Brasil, mas segundo a ABU eles atingem cerca de 1% das aeronaves deste tipo em operação. "É um índice considerado baixo", defende Albret.

Agencia Estado,

05 de fevereiro de 2001 | 18h29

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.