MTV/Divulgação
MTV/Divulgação

Especial ‘Madame X’: Madonna na década de 2010, de 'MDNA' ao novo disco

Durante toda a semana, o ‘Estado’ revisitou a carreira da rainha do pop

Redação, O Estado de S.Paulo

14 de junho de 2019 | 07h00

O aguardado novo disco de Madonna, Madame X, foi lançado nesta sexta-feira, 14. Com participações especiais de artistas como Maluma e Anitta, o álbum foi disponibilizado nas principais plataformas de streaming.

Durante toda a semana, o Estado publicou uma série de conteúdos especiais que revisitam a carreira da rainha do pop. Nesta sexta-feira, acompanhe o que Madonna fez de 2010 para cá:

Madonna começou a última década sendo homenageada pelo seriado Glee, em um episódio intitulado The Power of Madonna. Entre as oito músicas performadas pelo elenco da série, estavam Like a Virgin, Vogue e Like a Prayer.

Fora dos palcos, Madonna abriu academias de ginástica pelo mundo todo e lançou duas marcas de roupa: Material Girl, inspirada no estilo punk que marcou o início de sua carreira, e Truth or Dare, que incluía perfumes e acessórios. Dirigiu, também, o filme W.E., que não foi muito bem recebido, mas lhe rendeu um Globo de Ouro de melhor canção original.

Acompanhada de artistas como Nicki Minaj e M.I.A., Madonna foi responsável pelo show do intervalo do Super Bowl em 2012. A cantora escolheu apresentar Give Me All Your Luvin, primeiro single do álbum MDNA, lançado no mês seguinte.

A tour de MDNA foi bastante política. Madonna trouxe para suas performances discussões sobre violência, armas e direitos humanos. No mesmo compasso, a cantora lançou no fim de 2013 o curta secretprojectrevolution, parte da iniciativa global Art for Freedom, engajada na promoção de liberdade de expressão. 

O álbum Rebel Heart chegou às lojas em 2015. Co-produzido com artistas já renomados, como Kanye West, Diplo e Avicii, o disco foi bem recebido pela crítica.

Madonna se mudou para Portugal em 2017. No ano seguinte, começou a trabalhar no seu décimo quarto álbum de estúdio – que mais tarde ganharia o nome Madame X. 

Sob sua nova persona (“Madame X é uma agente secreta, uma instrutora de chá chá chá, uma professora, uma mãe, uma chefe de Estado, uma cantora de cabaré, uma santa, uma prostituta”, disse Madonna em seu Instagram), a cantora vai do pop latino –  com Maluma, no carro-chefe Medellín – ao sombrio Dark Ballet. 

Para os brasileiros, esse álbum tem um elemento especial: a parceria da popstar com a brasileira Anitta no funk português Faz Gostoso, que não entrou na lista dos singles divulgados, mas que já teve um trecho vazado na internet. 

 

Tudo o que sabemos sobre:
Madonna

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.