Win Mcnamee/Reuters
Win Mcnamee/Reuters

Especial ‘Madame X’: Madonna chega aos anos 2000

Às vésperas do lançamento do novo disco, o ‘Estado’ revisita carreira da rainha do pop

Redação, O Estado de S.Paulo

13 de junho de 2019 | 07h00

O aguardado novo disco de MadonnaMadame X, será lançado na próxima sexta-feira, 14. Com 5 singles lançados até o momento – Medellín, I Rise, Crave, Future e Dark Ballet – o disco conta com participações especiais de artistas como Maluma e Anitta.

Como aquecimento, o Estado preparou uma série de conteúdos especiais que revisitam a carreira da rainha do pop. Nesta quarta-feira, relembre os momentos mais importantes de Madonna nos anos 90.

Oitavo álbum de estúdio de Madonna, Music foi lançado em setembro de 2000. A maioria das dez faixas foi produzida com o músico suíço Ahmadzaï; o britânico Orbit também foi peça fundamental na composição do disco.

Music traz as raízes eletrônicas de Madonna misturadas à influências do rock, do country e do folk. No material gráfico do disco e no vídeo do single homônimo, Music, Madonna adota uma identidade visual de uma luxuosa cowgirl. O disco foi bem recebido por público – vendeu quatro milhões de cópias nos primeiros dez dias – e pela crítica, recebendo cinco indicações ao Grammy. 

Um marco da época foi o clipe de What It Feels Like for a Girl, que mostrava Madonna cometendo atos de vandalismo. O vídeo foi banido pelos canais de música MTV e VH1. 

Em 2002, Madonna lançou Die Another Day, música tema do filme 007: Um Novo Dia para morrer

No ano seguinte, a cantora lançou seu nono álbum de estúdio, American Life, uma crítica à sociedade estadunidense. O vídeo da música que dá nome ao disco foi cancelado por conter imagens de guerra e violência – à época, os Estados Unidos estavam em guerra contra o Iraque.  

Uma nova geração do pop começava a despontar, liderada por artistas como Britney Spears e Christina Aguilera. Em uma performance no prêmio VMA, da MTV, Madonna beijou as duas enquanto apresentava a música Hollywood

Os anos 2000 também marcaram a entrada de Madonna no mundo da literatura infantil. Em 2003, a cantora lançou o livro The English Roses, que contava a história de quatro estudantes que tinham inveja umas das outras. À época, foi o livro infantil mais vendido de todos os tempos. 

Em 2004, Madonna se tornou a quinta fundadora do Hall da Fama da Música do Reino Unido, ao lado de Beatles, Elvis Presley, Bob Marley e U2. 

No ano seguinte, Madonna lançou o álbum Confessions on a Dance Floor, que venceu um Grammy de Melhor Álbum de Música Eletrônica. Hung Up, escolhida como single do disco, foi a música mais tocada em 40 países, o que rendeu um recorde no Guinness Book. 

Hard Candy chegou em abril de 2008 e contou com colaboração de grandes nomes do Pop e do R&B, como Justin Timberlake, Timbaland e Pharrell Williams. A década se encerrou com Madonna se tornando a artista com mais singles vendidos nos Estados Unidos e a mais tocada no Reino Unido. 

 

Tudo o que sabemos sobre:
Madonna

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.