Esbanjando bom humor, Madonna se rende a São Paulo

Cantora mostra grande sintonia com os fãs no primeiro dos três shows que realiza no Morumbi

Gabriel Pinheiro, do estadao.com.br,

19 de dezembro de 2008 | 04h38

Madonna demorou mais de 15 anos para retornar a São Paulo. E quem esperou todo esse tempo parece ter saído realizado do Estádio do Morumbi na noite de quinta-feira, 18, após ver a popstar no palco por quase duas horas com sua Sticky & Sweet Tour. Nem o atraso da cantora de quase duas horas e a constante ameaça de chuva desanimaram os cerca de 67 mil fãs que praticamente lotaram o local. "Valeu a pena todo o esforço e cansaço. Madonna surpreendeu até nós que já tínhamos as maiores expectativas", disse a bancária Regina Cardoso, de 30 anos, que era uma das primeiras na fila da pista. Confira o blog Madonna no BrasilTudo o que você precisa saber sobre shows de Madonna em SPConheça as surpresas do show de Madonna  Tudo sobre os shows da turnê em SP  A apresentação de Madonna é um caldeirão de estilos e referências, que vão desde ao pop moderno de Justin Timberlake e Timbaland à sonoridade peculiar da música cigana da Europa central. Recheado de efeitos especiais, o show que a popstar traz ao Brasil já arrastou multidões na América do Norte e Europa, misturando as novas canções de Hard Candy (2008) com versões reinventadas de seus clássicos. "Estou feliz em estar de volta. Da próxima vez, não ficarei longe por tanto tempo", disse a cantora antes de You Must Love Me, levando o público ao delírio. As declarações de amor ao Brasil ocorreram em várias partes do show - gesto que muitos artistas fazem quando visitam países estrangeiros, mas atípico para Madonna, que ainda disse estar muito feliz em terminar sua turnê mundial em São Paulo e encerrou a apresentação com uma camisa da seleção. Em Into The Groove, clássico de 1985, o bom humor da popstar era visível, e no final da canção ela passou o microfone a um fã. Além disso, atendendo ao pedido de um admirador chamado Márcio - nome pronunciado por ela como "macho", arrancando risadas de muitos - Madonna cantou Like a Virgin, um de seus maiores sucessos, que estava de fora do set-list. O show teve alguns deslizes, como algumas nítidas desafinadas em Borderline, que nesta turnê aparece com uma roupagem rock, e Ray of Light, mas esses problemas não pareceram incomodar os fãs, que atenderam às ordens de Madonna e cantaram alto durante toda a apresentação. Na última canção, Give It 2 Me, a popstar desceu do palco e foi cantar entre os fãs da primeira fila. Se havia alguma dúvida de que naquela noite Madonna era dos brasileiros, a partir daquele momento a comoção geral do público respondeu a questão. Sorrindo, ela deixou o palco sob forte aplauso e os gigantescos telões mostraram uma mensagem de "game over". Mas o jogo ainda continua: quem perdeu o primeiro show pode conferir as apresentações de sábado e domingo, últimas chances de ver uma turnê que, se dependesse apenas da animação dos fãs e da energia de Madonna, não acabaria nunca.

Tudo o que sabemos sobre:
Madonna no Brasil

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.