Eric Clapton se apresenta sábado pela primeira vez na China

A empresa que organiza o primeiro show do guitarrista britânico Eric Clapton na China, que deverá acontecer este sábado em Xangai, espera que a apresentação seja um sucesso de público, apesar do estilo musical rock não ser tão conhecido no país como no Ocidente, disse o presidente da companhia, Jonathan Krane."Esperamos colocar o cartaz ´não há mais ingressos´", afirmou Krane, que preside a companhia local Emma Entertainment. O show na China é mais uma escala da turnê mundial do artista, Back Home, título de seu penúltimo disco, de 2005.No entanto, a companhia informou que ainda não foram vendidos todos os ingressos, mas que as entradas estão "quase esgotadas". A empresa também não estimou o número exato do público que já pagou para ir ao show de Clapton na China, onde o artista, como em toda a turnê, não fará nenhuma declaração à imprensa.A apresentação ocorrerá no Grande Palco de Xangai, um local com capacidade para 8 mil pessoas. Em abril, a casa recebeu o histórico primeiro show dos Rolling Stones na China, mas a maioria dos espectadores vinha de fora do país.Algo parecido poderia ocorrer no show de Clapton, devido ao pouco conhecimento do rock estrangeiro pelo público chinês, mais acostumado aos cantores pop de Taiwan e Hong Kong. Além disso, até poucos anos atrás, os grupos de rock locais eram expulsos dos bares pela Polícia. No entanto, Krane afirmou que o comparecimento do público desta vez poderia ser muito mais equilibrado, já que "Clapton tem um grupo de fãs muito grande aqui na China"."É uma lenda musical, e as lendas vão além das culturas", acrescentou. "Eric Clapton é conhecido no mundo todo, é um dos músicos mais famosos e as pessoas o conhecem aqui na China, portanto vai ser muito excitante, porque é sua primeira visita ao país".TurnêOs preços dos ingressos não são acessíveis para a maioria dos chineses, mas estão ao alcance dos jovens mais abastados dos grandes centros urbanos do país: entre ¥ 300 e ¥ 1.800 (US$ 38 e US$ 230).Ao contrário do único show dos Rolling Stones na China, também organizado pela Emma, a apresentação de Clapton não será transmitida pela televisão nem terá o atrativo de ver roqueiros locais tocando junto com o guitarrista.Entre novembro e dezembro, o artista fez 18 shows no Japão, onde os clássicos internacionais do rock são muito mais conhecidos do que na China.Após se apresentar nesta sexta-feira, em Hong Kong, e sábado, em Xangai, Clapton concluirá sua viagem asiática em Seul no dia 23. Em fevereiro, o guitarrista tocará na Nova Zelândia e na Austrália.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.