Engenheiros do Hawaii estão de volta ao Rio

Há dois anos afastados dos palcos cariocas, os Engenheiros do Hawaii voltam ao Canecão de sexta a domingo. O grupo programou uma grande turnê pelo País e o show de estréia, em São Paulo, tornou-se o 12º CD da banda, 10.000 Destinos, o terceiro disco gravado ao vivo. Foi lançado também um vídeo do show de abertura. Especialmente para a temporada no Rio, eles recebem no palco o cantor Paulo Ricardo e Borghettinho, grande gaiteiro dos pampas que já gravou com o grupo os hits Toda Forma de Poder e Refrão de Bolero. Depois do Rio, o grupo segue para Salvador continuando uma das maiores turnês da sua história, com quase cem apresentações pelo País desde março deste ano.Em 15 anos de estrada eles conquistaram um público fiel. "Eu prefiro fazer shows agora que já passou a onda do pop rock. É muito bom não ficar na dependência da moda nas rádios", diz Humberto Gessinger, vocalista da banda. Alheio aos modismos, o Engenheiros conseguem manter uma média de 100 a 150 mil discos vendidos sempre viajando pelo Brasil. O público é maior em São Paulo, mas eles têm um apreço especial pelo Rio, "primeiro lugar que fizemos sucesso depois que saímos do Rio Grande do Sul", explica. Eles acabaram de chegar do Festival Pop Rock Brasil, em Belo Horizonte. Chegaram a cogitar que este último trabalho fosse gravado durante o evento, mas acabaram escolhendo o Palace, em São Paulo. O grupo não costuma fazer regravações, mas neste CD, eles refazem sua trajetória e voltam com músicas de todos os seus discos, menos do mais recente, 1Tchau Radar1,de 99.Pela primeira vez, Os Engenheiros vão regravar alguém da sua geração e escolheram o hit Rádio Pirata, do extinto RPM, contemporâneo do estouro do rock nacional na década de 80. Para Humberto, a música parece "quase punk" se comparada ao que se toca nas rádios atualmente. Paulo Ricardo, hoje baladeiro, foi convidado para cantar com eles o sucesso, agora numa versão mais pesada que substitui os teclados por guitarras. Há ainda no repertório Quando o Carnaval Chegar, de Chico Buarque, que entrou por acaso no disco, no final de uma sessão de ensaio. Ficou uma mistura de Beatles e MPB, segundo a banda. As duas únicas canções inéditas são de Humberto Gessinger: Números e Novos Horizontes.10.000 Destinos - Engenheiros do Hawaii - Canecão, Av. Venceslau Brás, 215, Botafogo. Tel.543-1241. Dias 15,16 e 17. Sexta e sábado às 22h e domingo às 20h Ingressos: Pista R$15,00, Mesa Lateral: R$20,00, Frisa e Camarote: R$ 25,00.

Agencia Estado,

14 de setembro de 2000 | 16h04

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.