Enfermeira funk pode dar processo à Revista Vip

A desembargadora Therezinha Cazerta, do Tribunal Regional Federal de São Paulo, manteve ontem liminar que proibe a publicação de fotos sem roupa da enfermeira funk, Ariane Latufe, nas revistas PlayBoy, Vip ou qualquer outra da editora Abril. Como a Vip já está nas bancas desde anteontem, a editora está sujeita, face ao desrespeito aliminar a processo por crime de desobediencia e multa equivalente a 50% do faturamento líquido da revista, a ser revertido ao Conselho Regionalde Enfermagem. A Editora Abril vai recorrer ao Supremo TribunalFederal, pois entende que a proibição implica em censura, que é proibida pela Constituição Federal. A liminar proibitiva foi concedida dia 22 de março pela juiz Tania Zauhy da 16ª Vara Federal, numa ação proposta pelo Conselho Regional de Enfermagem, em defesa da ?imagem? da categoria. A editora recorreu ao TRF alegando que a proibição lhe acarretaria prejuízos financeiros, mas a alegação não sensibilizou a desembargadora.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.