Endividado, Michael Jackson não vai ao tribunal

Hoje, data da segunda audiência de Michael Jackson na Corte de Santa Maria, repercute na imprensa americana a notícia de que, além dos problemas com a Justiça, o popstar enfrenta dificuldades para quitar um empréstimo de US$ 70 milhões com o Bank of America, que deve vencer na terça-feira, conforme publicou o The New York Times.Segundo um dos empresários do cantor, Charles Koppelman, seus bens são muito superiores à dívida e que ele renegocia empréstimos rotineiramente, como qualquer pessoa que tem muitos bens. Disse ainda que Jackson estava envolvido com significativas transações financeiras nos últimos dias, mas não quis adiantar quais seriam e afirmou que "Michael é um indivíduo que tem muita habilidade para gerar altas domas de dinheiro". A porta-voz do Bank of America Bank Jennifer Tice recusou-se a comentar a reportagem.Por outro lado, Michael Jackson não deve comparecer à audiência desta sexta-feira, 13. Portanto, o pandemônio registrado na última ida de Michael Jackson à Justiça, em 16 de janeiro, não deverá acontecer desta vez. O advogado do cantor, Mark Geragos, disse que ele não vai ao tribunal. ?Não há surpresas planejadas e esta deverá ser uma audiência discreta?, disse ele. O juiz Judge Rodney Melville teria dito aos advogados no mês passado que o acusado não precisaria comparecer a todas as sessões preliminares.De fato, as proximidades da corte de Santa Maria, onde corre o caso de abuso sexual contra Jackson, não teve nenhuma alteração em sua rotina na quinta-feira, ao contrário do que aconteceu da vez anterior. Em janeiro, um dia antes da audiência o local já estava tomado por cerca de 3 mil fãs que chegavam em caravana para dar apoio ao músico, além de centenas de jornalistas de todo o mundo.Pesam contra Michael Jackson sete acusações de abuso contra um adolescente de 13 anos e duas por ter dado bebida ao garoto. Na primeira audiência o cantor disse que é inocente e que as acusações "são uma grande mentira".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.