Empregada de Joelma, da Banda Calypso, é autuada por furto

O delegado de plantão na Delegacia Central de Barueri, na Grande São Paulo, autuou em flagrante a empregada doméstica Joana Darc Nunes de Lima, de 38 anos. Ela trabalhava na casa da cantora Joelma Mendes, vocalista da Banda Calypso, situada na Rua Moréia, 175 no condomínio residencial Tamboré III, em Santana do Parnaíba. Joselma da Silva, irmã da cantora, encontrou na bolsa da funcionária R$ 3 mil que, segundo testemunhas, foram retirados de um cofre. Joana Darc nega o furto e diz não saber como o dinheiro foi parar em sua bolsa. Joselma afirma que, há algum tempo, valores vinham desaparecendo e já se suspeitava que era a doméstica quem os retirava da casa. Em seu depoimento Joselma conta que pouco depois das 17 horas de quarta-feira notou que estava aberto um cofre, no qual são guardados valores tanto de cantora Joelma quando de seu marido, o guitarrista Cledivan Almeida Farias, o Chimbinha, líder da Banda Calypso. Joselma questionou Joana, que afirmou já ter visto, várias vezes, aquele cofre com a porta apenas encostada, mas que nunca havia tocado em nada. A irmã da cantora, então, chamou duas outras funcionárias e juntas vistoriaram a bolsa de Joana, onde foram encontrados R$ 3 mil. Como o condomínio tem serviço de segurança, Joselma o acionou. Imediatamente a PM foi informada e policiais deram voz de prisão à empregada, que foi encaminhada à delegacia de Barueri, pois da de Santana do Parnaíba não funciona à noite.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.