Eminem diz que ele e Slim Shady devem carreira a Proof

Eminem prestou homenagem hoje ao rapper Proof durante o velório do amigo, e disse às centenas de pessoas que compareceram à Capela Fellowship, em Detroit, nos Estados Unidos, que "sem Proof, não teria existido Eminem, nem Slim Shady". Proof, cujo nome verdadeiro é Deshaun Holton, ex-membro do grupo D12, foi assassinado com um tiro no dia 11 de abril, durante uma briga no Club CCC, localizado na rua 8 Mile, (imortalizada no filme quase autobiográfico de Eminem) em Detroit. A polícia disse que Proof morreu depois de receber um tiro na cabeça, à caminho do hospital. As autoridades não prenderam nenhum suspeito, mas estão investigando várias pistas, segundo informou o sargento Omar Feliciano."Proof amava muita gente, e muita gente o amava. Era uma pessoa que atraía as outras. Quando conhecia alguém pela primeira vez, queria saber mais sobre sua vida", afirmou Eminem. Os rappers eram amigos íntimos. Proof participou de 8 Mile e foi padrinho de casamento do amigo em janeiro. Os dois costumavam se apresentar juntos em shows.

Agencia Estado,

19 de abril de 2006 | 17h09

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.