Em último show em SP, Madonna se emociona e promete voltar

Cantora encerrou sua turnê mundial no Estádio do Morumbi e chorou ao agradecer os fãs brasileiros

Gabriel Pinheiro, do estadao.com.br,

22 de dezembro de 2008 | 11h05

Durante a passagem de Madonna no Brasil, inúmeros fãs não pouparam declarações de amor e assistiram as apresentações da rainha do pop em lágrimas. Na última etapa da turnê Sticky & Sweet, na noite de domingo, 21, foi a vez dela inverter os papéis e se emocionar diante de um Estádio do Morumbi lotado. "Mais uma vez, obrigado. Estou muito, muito feliz em terminar minha turnê em São Paulo, vocês são muito receptivos. Amo o povo brasileiro", afirmou a popstar antes de You Must Love Me, agradecendo também a todos que trabalharam na excursão, que durante quatro meses passou por vinte países e foi encerrada com cinco shows no País.   Veja também: Confira o blog Madonna no Brasil Após encerrar turnê, Madonna vai para a 'balada' em Pinheiros Vídeo do tombo de Madonna no palco do Maracanã está na web Público prende ladrão em show da Madonna em SP Madonna se encontra com Sérgio Cabral em bastidor de show Esbanjando bom humor, Madonna se rende a São Paulo Conheça as surpresas do show da Madonna Especial Madonna no Brasil    Antes da apresentação, o público que já estava no estádio - que foi aberto por volta das 16h45, mais cedo do que o previsto devido à chuva torrencial que caia - ainda pôde conferir ao ensaio da cantora, que dançou, cantou e pulou corda enquanto olhava preocupada para o céu. O show particular para poucos sortudos contou também com uma versão exclusiva de Don't Cry For Me Argentina, adaptada para Don't Cry For Me São Paulo.   "Vamos fazer deste show o melhor, rezem para não chover. Vocês fazem isso por mim?", disse ela antes de retornar ao camarim. O pedido foi prontamente atendido e parece que os céus o atenderam - quando Madonna entrou no Morumbi para começar a apresentação, não chovia mais.   Devido a poças de água que se acumulavam na passarela do palco, a equipe de Madonna correu contra o tempo para secar o piso e ainda assim o show começou com cerca de duas horas e vinte minutos de atraso. O público não perdoou e muitas foram as vaias. Os enormes telões ainda falharam algumas vezes, mas o clima de celebração no palco, que era visto desde a passagem de som, e o visível bom humor da cantora pareceram não ter sido afetados.   Tirando esses momentos, a apresentação seguiu o roteiro da turnê Sticky & Sweet à risca e teve duas horas, divididas 23 músicas e 4 blocos temáticos. Como na estréia do show em São Paulo, na quinta-feira, o clássico Like a Prayer, de 1989, foi um dos mais bem recebidos pelos fãs, e Like a Virgin, primeira música de Madonna a atingir o topo da Billboard em 1984, foi a canção escolhida pelo público para a popstar dar uma canja. A nova Miles Away foi dedicada aos brasileiros, enquanto a lenta You Must Love Me foi para os filhos da cantora, que ela disse estar no estádio.   Com o fim da Sticky & Sweet, Madonna deve faturar mais de US$ 260 milhões e superar seu próprio recorde de artista solo que mais arrecadou em turnê. Aos 50 anos, a popstar ainda deve fazer outras turnês pelos próximos dez anos, para cumprir um contrato avaliado em US$ 120 milhões com a produtora Live Nation. Para os brasileiros que já aguardam novos shows da rainha do pop, fica a promessa que ela deixou na última apresentação: "eu vou voltar, São Paulo."  

Tudo o que sabemos sobre:
Madonna no Brasil

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.