REUTERS/Danny Moloshok
REUTERS/Danny Moloshok

Em show fechado, Nicki Minaj chama fãs para dançar funk no palco

Cantora americana fez sua primeira apresentação no País em evento para convidados na zona sul de São Paulo

Guilherme Sobota, O Estado de S.Paulo

27 Setembro 2018 | 00h44

A primeira passagem de Nicki Minaj pelo Brasil foi um show fechado para convidados: muitos deles eram fãs da cantora americana, sim, mas sempre é diferente. Em um evento no Credicard Hall na noite desta quarta-feira, 26, ela declarou seu amor à grande base de fãs brasileiros que se relacionava com ela, até hoje, praticamente só pelas redes sociais, convidou “real brazilian girls” para dançar funk nacional no palco e fez um espetáculo muito acima da média quando o assunto é show patrocinado e fechado.

Não é por menos porque estamos falando da grande estrela feminina do rap americano das últimas duas décadas – entre brigas pelo trono, atitudes controversas, hits e feats gigantes e uma série de álbuns contestados pela crítica e amados pelo público, Nicki Minaj construiu um trono para si e denonimou seu último disco, exatamente, Queen.

No palco, além do trono em que ela sentava de vez em quando, um unicórnio ilustrava o cenário (insira aqui sua interpretação).

Não é um problema constatar também que uma boa parte do seu show é composta pelos seus feats – versos seus em músicas de outros artistas e rappers. Talvez o mais célebre, de Monster (Kanye West), que ela executa ao vivo, justifique uma memória do próprio, quando disse numa megalomania particular que “talvez ela tenha feito o melhor verso no melhor álbum de hip hop já feito”.

Depois ela manda sucessos românticos como Your Love e Right Thru Me e leva até o fim com sua onda anos 2010 de Moment 4 Life e Super Bass.

O show foi promovido pela plataforma de streaming Tidal (da qual Nicki é “artista-proprietária”) e pela Vivo, que estão de parceria nova. 

Entre uma e outra reclamação do som, sem problemas ouvindo da plateia, no palco Nicki Minaj prometeu: “Brasil, eu vou voltar. Em turnê. Eu amo vocês”. Esperamos, então.

Mais conteúdo sobre:
Nicki Minajmúsica

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.