Montagem
Montagem

Em protesto, Justin Bieber e Kanye West boicotarão o Grammy

Motivo é a falta da representatividade na premiação

Ansa Flash

01 de fevereiro de 2017 | 15h34

Em 2016, o Oscar foi criticado por "falta de representatividade". Já neste ano, é o Grammy 2017, premiação mais importante da música mundial, que enfrenta a mesma reprovação. A rejeição ao evento é tão grande que os cantores Justin Bieber, Drake, Kanye West e Frank Ocean decidiram que não participarão da cerimônia.

Segundo boatos do tablóide TMZ, Bieber, que foi indicado a quatro categorias, e Drake, que concorre a oito, não acreditam que a premiação seja "relevante ou representativa, especialmente quando se trata de jovens cantores".

Já West, que já havia criticado o Grammy em outras ocasiões, disse que boicotará o evento por que mesmo tendo recebido 21 prêmios nas cerimônias dos anos passados nenhum deles foi contra um artista branco. Além disso, o rapper disse que não compareceria no evento se Frank Ocean não fosse indicado a ao menos uma categoria pelo álbum lançado por ele no ano passado, o "Blonde".

Por sua vez, Ocean escolheu não inscrever o seu trabalho na premiação. Em entrevista ao jornal The New York Times ainda em 2016, o rapper norte-americano havia dito que não fazia muito sentido participar do evento.

A premiação "apenas não parece representar muito bem pessoas que vêm de onde eu vim", disse Ocean. "Eu acho que os sistemas de infraestrutura, indicação e de escolha [dos artistas] já estão mortos", afirmou o rapper.

Mesmo com o boicote, outros artistas já confirmaram a sua presença no evento deste ano. Adele, Bruno Mars, John Legend e Metallica devem se apresentar na cerimônia. Premiação será em 12 de fevereiro, em Los Angeles. (ANSA)

 

Mais conteúdo sobre:
Grammy

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.