Em CD, o testamento lírico de Ray Brown

Ao lado do pianista jamaicano MontyAlexander e do guitarrista Russell Malone, um dos maioresbaixistas do jazz, Ray Brown (1926-2002), deixou um belotestamento lírico de sua grande saga melódica. O CD Ray BrownMonty Alexander Russell Malone (Telarc, 2002) é uma pequenamaravilha.Ex-marido de Ella Fitzgerald e ex-fundador do ModernJazz Quartet, o baixista de Pittsburgh Ray Brown dedicou suacarreira à busca de um conceito ultramelódico do jazz, seja emsua associação com o vibrafonista Milt Jackson ou nas excursõescom Dizzy Gillespie.Esse disco, seu 18º pela Telarc, tem produção de ElaineMartone e do próprio Brown e traz 11 faixas marcantes. RusselMalone é o autor de uma das canções, Look Who´s Here. MontyAlexander compôs outras duas (You Can See e Don´t Go).De resto, o álbum traz uma linha evolutiva do trabalho de RayBrown. As raízes blues, mais tradicionais estão presentes nafestiva Honeysuckle Rose, de Fats Waller. Sua buscaconceitual, vanguardística, está em Compassion, composiçãode Milt Jackson, um tema profundo, romântico, desolado - emgrande forma aparece aqui o piano de Alexander.Dois grandes músicos do jazz são homenageados no álbum.O primeiro comparece em Dexter´s Dex. É uma faixa dosaxofonista Dexter Gordon (1923-1989,) trágico personagemcelebrado pelo cineasta Bertrand Tavernier em RoundMidnight. O outro é o vibrafonista Lionel Hampton, que Brownfesteja em One for Hamp, de sua própria lavra.

Agencia Estado,

14 de janeiro de 2003 | 16h05

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.