Em CD, o ano em que os Beatles decolaram

A novidade da hora são as versões americanas dos quatro álbuns de 1964, que saem pela primeira vez em CD - pelo menos desta forma. Em edição vistosa, a caixa The Capitol Albuns vol. 1 (EMI) reúne Meet the Beatles!, The Beatles´ Second Album, Something New e Beatles ´65, que, apesar do título, foi lançado em dezembro de 1964. Todos os CDs trazem as versões mono e estéreo das mesmas canções, obedecendo ordem idêntica. Os fanáticos pelos originais em vinil podem até desprezar o processo de remasterização, mas a qualidade sonora, dentro dos limites técnicos da matriz, é bem boa e em mono parecem que soam até melhores.As edições americanas da maioria dos álbuns dos Beatles são diferentes das originais britânicas. Não apenas o título e as capas dos álbuns e a ordem das faixas eram trocados, como havia algumas suprimidas para dar lugar a outras. Com os lançamentos simultâneos de hoje, as diferenças mais comuns de um país para outro são as faixas-bônus. Como se sabe, o álbum de estréia de John Lennon, Paul McCartney, George Harrison e Ringo Starr foi lançado no Reino Unido em 1963 com o título de Please Please Me, que não tem correspondente nos EUA. O primeiro álbum americano do grupo, Meet the Beatles! (que tem a mesma foto da capa do britânico With the Beatles) abre com I Want to Hold Your Hand, megahit lançado só em single no Reino Unido e que não consta de nenhum álbum oficial do quarteto no país natal. A sincronia entre os lançamentos só seria estabelecida em 1967 com Sgt. Pepper´s Lonely Hearts Club Band. Mexer no conceito deste álbum já seria ultraje. Enfim, antes de Sgt. Pepper´s outro momento crucial de transformação em sua carreira ocorreu em 1964. Não devido a um único álbum, estratégia ou qualquer guinada estética, mas por uma seqüência espantosa de acontecimentos que eles (e o mundo) vivenciaram - a partir do sucesso de I Want to Hold Your Hand, em janeiro. O retumbante desembarque nos Estados Unidos foi apenas um aperitivo para o resultado de sua participação ao vivo no programa de TV The Ed Sullivan Show, em fevereiro: a audiência de 73 milhões de espectadores.Conseqüência da conquista da América, a beatlemania se propagou pelo planeta, reforçada pelo lançamento do filme A Hard Day´s Night, em agosto, quando eles voltaram ao Ed Sullivan Show repetindo o sucesso. Foi um ano sensacional, como exalta o texto de Mark Lewisohn, expert no assunto, no luxuoso livreto, recheado de fotos históricas, que acompanha a caixa. Outro atrativo são as capas, réplicas fiéis às dos LPs originais em miniatura. Letras ingênuas sobre situações amorosas, canções fáceis e indiscutivelmente eficazes para a juventude da época preencheram esses discos dos rapazes de Liverpool. Alternando bons covers de clássicos do rock - como Long Tall Sally, Please Mr. Postman, Roll Over Beethoven, entre outros - com as primeiras composições da dupla Lennon & McCartney, era um hit atrás do outro. No meio da euforia, surgiam melodias mais sutis, como Till There Was You, de Meredith Willson, If I Fell e And I Love Her, num notável aprimoramento a cada gravação. Isto era apenas o começo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.