Pedro Loureiro
Pedro Loureiro

Elza Soares e Flavio Renegado refazem 'Divino Maravilhoso'

Aos 90 anos, indicada a duas categorias do Grammy Latino, Elza volta a se reunir com o rapper Renegado para um single que estreia nesta sexta (2) nas plataformas digitais

O Estado de S.Paulo, O Estado de S.Paulo

02 de outubro de 2020 | 14h32

Recentemente indicada ao Grammy Latino, a cantora Elza Soares mostrou mais uma dobradinha com o rapper Flávio Renegado e lançou pela Deck uma versão nova para o clássico Divino Maravilhoso, de Gil e Caetano. A canção foi feita como uma encomenda para fazer parte da trilha sonora da minissérie Amor e Sorte, da Globo. Ela será mostrada no quarto episódio, A Beleza Salvará o Mundo.

A produção, a cargo de Pedro Loureiro e de Flavio Renegado, que gravou todos os instrumentos, investe em ritmos como o trap e o reggaeton, mesclados a elementos da música brasileira. Elza e Flavio gravaram os vocais em apenas um take. Elza Soares, 90 anos de idade, recebeu duas indicações ao Grammy Latino: a de melhor álbum de música popular brasileira por Planeta Fome (Deck, de  2019) e de melhor canção em língua portuguesa por seu single Libertação (de Russo Passapusso).

 

Tudo o que sabemos sobre:
Grammy LatinoElza Soares

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.