Elton John critica as religiões por serem contra gays

O músico britânico Elton John criticou as religiões por promoverem a homofobia ao invés da paz mundial, e afirmou que se pudesse "proibiria por completo" a religião organizada. "Acho que a religião sempre promoveu o ódio e o rancor contra os gays", afirmou o astro, de 59 anos, que é homossexual, em declarações à revista Observer Music Monthly. "A religião organizada não funciona. Não é nada compassiva", disse ele, criticando principalmente o fato de os líderes religiosos não intervirem na política internacional. "Há uma escalada que está nos aproximando de uma 3.ª Guerra Mundial, e onde estão os líderes de cada uma das religiões?", indagou. Além das críticas às religiões de maneira geral, John também se mostrou contra as pessoas que destinam muito de seu tempo expressando suas idéias em blog e deixam de "ir para as ruas defender aquilo em que acreditam". Hoje em dia, disse ele, "as pessoas protestam pela internet, e isso não basta. É preciso sair e fazer com que sejam ouvidos, e é preciso fazer isso várias vezes".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.