Lewis Joly/REUTERS
Lewis Joly/REUTERS

Elton John chama o Brexit de "catástrofe" para novos cantores britânicos

Artista alerta que custos de turnê ficarão proibitivos por causa dos altos valores de vistos

AFP, O Estado de S.Paulo

11 de junho de 2021 | 09h39

O cantor britânico Elton John alertou, nesta quinta, 10, sobre a "catástrofe iminente" que as restrições pós-Brexit impostas às turnês pela União Europeia significarão para a indústria musical do Reino Unido. "Falando francamente, corremos atualmente o sério risco de perder uma geração de talentos devido às enormes lacunas no acordo comercial do governo", observou o compositor de Rocket Man em sua página no Instagram.

O acordo comercial firmado entre Reino Unido e União Europeia, que entrou em vigor no início deste ano, não garante que músicos britânicos possam fazer turnês pelos países do bloco sem visto. John, de 74 anos, explicou que se encontrou com o ministro do Brexit, David Frost, no mês passado para discutir o assunto.

“Artistas novos e emergentes não poderão fazer turnês pela Europa, uma parte essencial de sua educação e desenvolvimento, por causa dos custos proibitivos de vistos” e outros documentos exigidos, observou Elton John.

"No entanto, apesar desta catástrofe iminente, o governo parece incapaz ou relutante em consertar essa enorme lacuna em seu acordo comercial e prefere culpar a União Europeia, em vez de encontrar uma saída para este caos", acrescentou.

“Se, quando comecei, tivesse que enfrentar os obstáculos logísticos e financeiros que os jovens músicos enfrentam agora, nunca teria tido a oportunidade de construir os alicerces da minha carreira e duvido muito que estaria onde estou hoje", enfatizou.

Elton John, junto com outros músicos como Ed Sheeran e Roger Waters, cofundador do Pink Floyd, assinou uma carta criticando o acordo do Brexit no início de janeiro.

Assista ao vídeo:

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.