REUTERS/Brendan McDermid
REUTERS/Brendan McDermid

Ed Sheeran foi artista que mais vendeu em 2017

O rapper canadense Drake ficou em segundo lugar na lista da Federação Internacional da Indústria Fonográfica (IFPI)

Reuters

26 de fevereiro de 2018 | 18h40

LOS ANGELES - O cantor e compositor britânico Ed Sheeran foi apontado nesta segunda-feira, 26, como o artista global que mais vendeu em 2017, graças ao seu álbum Divide e às músicas de trabalho Shape of You e Perfect. A Federação Internacional da Indústria Fonográfica (IFPI, na sigla em inglês) disse que Divide, lançado em março de 2017, alcançou o topo dos discos mais vendidos em 36 países. A balada pop Shape of You também foi o single mais vendido globalmente no ano passado, em 32 países, segundo a organização.

+++ Ed Sheeran recebe prêmio das mãos do príncipe Charles

A IFPI disse que foi a primeira vez que um artista de estúdio acumulou o disco e a música de trabalho mais vendidos do ano. Sheeran, de 27 anos, alcançou o sucesso inicialmente na Inglaterra em 2009 e 2010 lançando suas músicas pela internet.

+++ Ed Sheeran reinventa o show de um homem só em São Paulo

"Ed realmente é um compositor, vocalista e artista de palco incrível, cuja habilidade para contar histórias e fazer as pessoas sentirem é o que o destaca na multidão", disse Max Lousada, executivo-chefe de música gravada da Warner Music Group, a gravadora de Sheeran, em um comunicado divulgado nesta segunda-feira.

+++ Cantor Ed Sheeran fica noivo de namorada que conheceu na escola

Conhecido por seu cabelo ruivo e seu jeito tímido, Sheeran encantou os fãs no mês passado ao anunciar seu noivado com a amiga de infância Cherry Seaborn, que ele conhece desde os 11 anos de idade.

+++ Ed Sheeran anuncia dueto com Beyoncé

O rapper canadense Drake foi apontado como o segundo maior em vendas globais em 2017 com seu álbum More Life, e a IPFI disse que Reputation, de Taylor Swift, ficou em terceiro, apesar de ter sido lançado somente em novembro de 2017.

 

Tudo o que sabemos sobre:
Ed SheeranDrakemúsica

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.