Reuters
Reuters

Eagles of Death Metal quer tocar na reabertura do Bataclan

Vocalista deu detalhes sobre o massacre ocorrido na casa de shows

EFE, O Estado de S.Paulo

26 de novembro de 2015 | 19h11

O grupo de rock americano Eagles of Death Metal quer ser o primeiro a tocar na casa de shows Bataclan, de Paris, quando o estabelecimento reabrir as portas após os ataques de 13 de novembro.

"Quero que sejamos o primeiro grupo a tocar no Bataclan, quando reabrir", disse o músico Jesse Hughes, em entrevista ao site de entretenimento Vice. "Nossos amigos que estavam lá morreram. Eu vou voltar e viver", disse o cantor, com a voz embargada.

"Estou ansioso para voltar a Paris. Estou ansioso para tocar. Quero voltar", acrescentou.

Homens armados lançaram uma sequência de ataques em Paris, em 13 de novembro. O número de mortos chegou a 130, e dessas, 89 foram assassinadas no Bataclan.

O grupo concedeu uma entrevista ao Vice.com, em Los Angeles, depois de voltar para os Estados Unidos após a tragédia. A entrevista foi publicada na íntegra nesta quarta-feira.

 

Os músicos contaram, em detalhes, as decisões que tomaram para se salvar do tiroteio e descreveram os horrores que viram quando os agressores descarregavam suas armas contra a multidão. A banda se apresentaria na Europa até 10 de dezembro, mas suspendeu os shows. Vários fãs franceses pedem sua volta.

Mais conteúdo sobre:
Bataclanmúsica

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.