Duas pessoas morrem em festival de música

Dois fãs morreram no fim de semana durante o festival Bonnaroo de música, que recebeu dezenas de milhares de pessoas. Investigadores acreditam que drogas estejam envolvidas no caso. Foram as primeiras mortes na história do festival, que acontece há três anos. "Quando se usa drogas com esse calor que está fazendo... Todos os anos acreditamos que poderia acontecer. Este ano, nossa sorte acabou", disse o xerife Steve Graves. Exames preliminares mostraram que as vítimas tinham usado drogas, disse o investigador Dale Brissey. Os termômetros chegaram a 32 graus, e até mais, na sexta-feira e no sábado. "A elevada umidade, as altas temperaturas, o álcool e as drogas não são uma boa combinação", disse Brissey.O festival, que aconteceu em uma fazenda entre Nashville e Chattanooga, teve atrações diversificadas, que incluíram Bob Dylan, Dave Matthews e The Dead. Segundo Graves, estimativas apontam que mais de 150 mil pessoas foram ao evento. Rick Farman, porta-voz do festival, discordou das contas do xerife e disse que 90 mil ingressos foram vendidos e que o número de artistas e pessoas trabalhando no evento não passou de cinco mil. O xerife disse que o festival tinha licença para receber 90 mil pessoas e que houve centenas de acusações por uso de drogas e assalto, mas a polícia não pôde fazer nada, além de autuações por posse de pequenas quantidades de drogas ilegais. "Nossa cadeia é muito pequena para prender todos ao mesmo tempo", ele disse, ressaltando que este ano houve menos violência que no anterior, quando houve brigas com faca na platéia de, segundo a organização do evento, de 80 mil pessoas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.