Dori Caymmi canta de graça em SP

Na mesma semana que ganhou espaço para um pocket show dentro da apresentação de lançamento do disco Quixote, de Renato Braz, na última segunda no Tom Brasil, Dori Caymmi vai tocar de graça, no Itaú Cultural. O filho de Dorival se apresenta amanhã e sábado, às 19h30, com o repertório de Contemporâneos. Braz deve retribuir a visita e fará uma participação no show de Dori. O flautista Teco Cardoso é outro que deve contribuir com a apresentação do compositor. O título do álbum desvenda a idéia do trabalho. No novo disco, Dori dedica-se a homenagear compositores de sua geração, como Caetano Veloso, Gilberto Gil, Milton Nascimento, Chico Buarque, entre outros. Caetano, Chico, Edu Lobo, Braz, seus irmãos Nana e Danilo Caymmi gravaram participações no álbum. Em sua intervenção no show de Braz, Dori tocou Sampa (de Caetano) e Ponta de Areia (de Milton e Fernando Brant) - e ambas estão no repertório do show-solo do compositor, que se apresentará no formato voz e violão. No repertório, Januária, de Chico. Morador de Los Angeles há mais de dez anos, para onde se mudou em 1989, ele mostrará também composições próprias como Saudade de Amar - parceria com Paulo César Pinheiro que foi premiada no Grammy desse ano como a melhor canção brasileira. Ao todo, estão previstas 22 músicas para a apresentação. Da geração mais antiga da MPB, Dori homenageará seu pai (interpretando Acontece Que Eu Sou Baiano e Sargaço Mar), Ari Barroso (com Aquarela do Brasil) e Tom Jobim (de quem interpreta Desafinado - parceria do maestro com Newton Mendonça -, Corcovado e Eu Não Existo Sem Você, essa, letrada por Vinicius de Moraes). De sua fértil parceria com Paulo César Pinheiro, Dori destacou um total de nove composições, entre elas Flor da Bahia, Desenredo, Velho Piano, Três Curumins e Saudade do Rio. Ele se consagrou como grande compositor com Saveiros, parceria com Nelson Motta que venceu o 1º Festival da Canção, em 1966, defendida por sua irmã, Nana. Seu primeiro disco, homônimo, só veio seis anos depois, lançado pela gravadora Odeon. Contemporâneos deve ser lançado em breve no Brasil, pela gravadora Universal. A apresentação do compositor encerra a programação do Itaú Cultural deste ano. Serviço: Dori Caymmi, amanhã e sábado, no Instituto Itaú Cultural (Av. Paulista, 149. Tel. 3268-1776), às 19h30. De graça.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.