Djavan vence prêmio Multishow em três categorias

Djavan foi o grande vencedor do 7.º Prêmio Multishow de Música Brasileira, entregue ontem no Theatro Municipal do Rio em cerimônia apresentada por Fernanda Torres e Nelson Motta e transmitida pelo canal a cabo da Net. O cantor ganhou três das dez categorias do concurso (cantor, CD e show). Os cariocas do Los Hermanos ganharam os prêmios de música, Anna Júlia, e revelação. Só concorre ao Prêmio Multishow quem tem clipe ou espetáculo exibido na emissora, que mistura show biz com antigas séries de TV. Ao vencer Chico Buarque, que concorria com As Cidades na categoria música, Marcelo Camelo, do Los Hermanos, comentou: "Eu sinto vergonha de ganhar numa categoria em que ele concorre". Chico tinha quatro indicações, não foi contemplado em nehuma e não compareceu ao evento. Foi uma noite de surpresas. Na terra de Elis Regina e Dalva de Oliveira, Marisa Monte e Cássia Eller, a melhor cantora é Sandy, que faz dupla com seu irmão, Júnior. O Rappa também surpreendeu ao dedicar o prêmio de melhor clipe (Minha Alma) ao ex-coordenador de Justiça do governo do Estado, Luiz Eduardo Soares, demitido entre outros motivos por seu apoio ao documentarista João Moreira Salles, acusado de ajudar, com uma mesada de R$ 2 mil, o traficante Marcinho VP. Os outros prêmios foram para Toni Belloto, dos Titãs, melhor guitarrista; Raimundos, melhor grupo, e Maurício Manieri, cantor revelação. A saia-justa da noite veio no final, quando a Velha-Guarda da Portela se apresentou com Paulinho da Viola, Marisa Monte e Zeca Pagodinho. O som falhou e o público, que não conhecia os grandes sambas Foi um Rio Que Passou na Minha Vida e Vai Vadiar, não se mexeu na poltrona.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.