Djavan inicia temporada nacional de "Vaidade"

O cantor e compositor Djavan estréia hoje a temporada de lançamento de seu novo CD, Vaidade, primeiro feito em esquema independente. Os shows acontecem no DirecTV Music Hall, onde vai permanecer por três fins de semana. No roteiro estarão sete canções do novo disco, sucessos dos anteriores, como Lilás, Sina e Eu te Devoro, e de outros autores, que ele prefere manter em suspense para não estragar a surpresa. Djavan é daqueles ídolos cujos shows viraram celebrações interativas, com a participação excedente da platéia. Especialmente do público feminino, que vê nele um ícone sexual. Embora não admita tal virtude, ele sabe como provocar a libido da platéia, aliando atitude cênica à expressiva sensualidade de algumas de suas canções. Nem sempre foi assim. "Sou artista de uma época que tinha o banquinho e violão como símbolo. Um dia me enchi de ficar preso ali, restrito àquele espaço. Larguei o banquinho e o instrumento, peguei o microfone na mão e passei a percorrer todos os espaços", lembra o cantor. Foi a partir do disco Bicho Solto, de 1998. "Isso começou a produzir um efeito positivo na platéia."Ninguém duvida de sua popularidade, conquistada com exemplar administração de talento. Agora é hora de testar o cacife não do artista, mas do empresário, que contou com patrocinadores de peso para colocar o show em pé. Diferentemente dos demais que forçosamente migraram para a produção independente, ele é o primeiro músico da linha de frente da MPB a encarar o desafio de bancar uma gravadora própria, a Luanda Records. Isso inclui desde o financiamento, a produção e gravação do disco, até o marketing e o sempre penoso trabalho de distribuição. Djavan decidiu assumir isso tudo de uma vez e ainda compôs sozinho as 12 faixas de Vaidade, que teve tiragem inicial de 75 mil exemplares. O Djavan que lançou mão de um contrato de 22 anos com a Sony Music mudou para continuar sendo ele mesmo. "Queria que a coisa se mantivesse no mesmo nível de antes e estamos conseguindo", diz o cantor. "Gosto de ser testado, a vida inteira fui testado."Djavan - Directv Music Hall, Avenida Jamaris, 213, Moema. Informações pelo telefone: 6846-6040. Quinta, 21h30; sexta e sábado, 22 horas; domingo (dia 18), 20 horas. R$ 60 e R$ 140. Estréia hoje e vai até 31/7.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.