Divórcio pode custar 300 milhões de euros a Paul McCartney

O divórcio de Heather Mills poderia sair muito caro para o ex-Beatle Paul McCartney, cuja fortuna de cerca de mais de 1 bilhão de euros poderia ser consideravelmente reduzida em caso de separação, informa nesta quinta-feira a imprensa britânica.O casal, que tem uma filha de 2 anos, Beatrice, anunciou ontem em comunicado sua separação "amistosa", após quatro anos de casamento.Os analistas legais do país já prevêem a maior batalha judicial por divórcio na história do Reino Unido. O casal não assinou um acordo pré-nupcial e Heather pode exigir 300 milhões de euros da fortuna de McCartney, o músico mais rico do país.A imprensa britânica chegou a acusar Mills de dar o "golpe do baú", em algumas ocasiões. Mas McCartney, de 63 anos, negava ontem à noite em seu site a acusação e defendia sua ex-mulher.Heather, 25 anos mais jovem que o músico, declarou que queria assinar um acordo pré-nupcial, que protegeria a fortuna do músico, mas que McCartney rejeitou o contrato porque seria algo "muito pouco romântico".Segundo os jornais, um importante caso de divórcio, cuja sentença será dada na próxima semana, pode afetar a separação. Um financeiro britânico recorreu de uma sentença que reconhecia o direito de sua mulher a 25% de sua fortuna por um casamento que só durou dois anos e nove meses.Heather Mills é a segunda mulher de McCartney, que ficou viúvo em 1998, após a morte de câncer de Linda Eastman, com quem foi casado durante 29 anos e teve três filhos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.