Disco reúne músicas sobre São Paulo

Essa é para quem só lembra de Sampa, de Caetano Veloso, ou alguma música de Adoniran Barbosa na hora de assobiar alguma melodia sobre São Paulo. "Encontrei mais de 100 músicas sobre a cidade", diz Luiz Calanca, dono da loja Baratos Afins. Da pesquisa, nasceu Sim São Paulo, coletânea com 13 dessas faixas. A idéia inicial era de lançar um box com seis discos, mas seu projeto empacou na hora de pedir a liberação das músicas pelas editoras responsáveis. Por isso, ficaram de fora Ira!, Supla, Tom Zé, Inocentes e vários outros. Mesmo menor, a coletânea Sim São Paulo é um bom presente para a cidade às vésperas de seu aniversário de 450 anos. Veja o comentário de Calanca para as faixas compiladas. Venha Até São Paulo, de Itamar Assumpção: "Ele é a cara de São Paulo e a música passa um sentimento de amor e ódio." São Paulo, São Paulo, do Premeditando o Breque: "É a nossa New York, New York e uma das músicas mais famosas da coletânea." São Paulo, Mãe Madrinha, de Germano Mathias: "O único samba do disco, que eu conheci quando o projeto já estava rolando." Lamento Urbano, de Reynaldo Bessa: "Fala da violência na cidade e é mais MPB." São Paulo City, da Patrulha do Espaço: "Um rock pesado, que entrou no lugar de uma música do Sérgio Dias." São Paulo, de G Tom: "Eu queria o disco com ênfase no hard rock e essa faixa reforça isso." Parque do Ibirapuera, do Espírito Sonoro: "A única música que eu conheço sobre o parque." São Paulo, dos Invasores de Cérebro, e São Paulo, do Cólera: "Bandas que representam o punk rock." São Paulo, do 365: "Essa estava na coletânea Não São Paulo, que a Baratos Afins lançou em 1985." Centro da Cidade, de MC Jack´, e Homens da Lei, do Thaíde: "Não sou fã de rap, mas essas estavam no disco Hip Hop Cultura de Rua, o único show de rap que eu vi."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.