Disclosure são queridinhos do Lollpalooza

Com direito a fumaça e uma quantidade exorbitante de efeitos visuais, o duo inglês mostrou uma variedade musical absurda

João Paulo Carvalho, O Estado de S. Paulo

05 de abril de 2014 | 23h52

O constraste era visível. Se de um lado do Autódromo de Interlagos vários adolescentes histéricos berravam pelo Muse, não muito distante dali o Disclosure transformava o palco Interlagos em uma grande raive.

Com direito a fumaça e uma quantidade exorbitante de efeitos visuais, o duo inglês mostrou uma variedade musical absurda: baixo, sintetizador, baterias, microfones e teclados. Tudo isso em alto e bom som, tendo como referência o Chicago House, o Hip Hop americano e o Swing dos anos 1990.

A verdade é que os irmãos Lawrence conquistaram os ouvidos dos mais antenados em música experimental desde 2011. Latch e, principalmente, Settle, lançado no ano passado, são bons exemplos do amadurecimento musical do Disclosure.

Embora grande parte do público tenha migrado para o Palco Interlagos apenas para escapar do Muse, Guy e Howard são os queridinhos da vez. Não há como negar. A turnê dos irmãos está sempre lotada e é cotada para os maiores festivais do mundo.

 

Tudo o que sabemos sobre:
Lollapalooza

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.