Juan Palhucca
Juan Palhucca

Dia da Música terá 120 shows espalhados por São Paulo

Projeto inspirado em evento francês Fête de la Musique também será realizado em outras 51 cidades do País

João Paulo Carvalho, O Estado de S.Paulo

23 de junho de 2017 | 16h38

Neste sábado, 24, São Paulo sedia a terceira edição do Dia da Música. Serão, ao todo, 120 shows espalhados pela capital paulista. Somente um dos 22 palcos, o da Trackers, no centro, cobrará pela entrada. Os demais terão ingressos gratuitos. Inspirado no evento Fête de la Musique, que é realizado na França há mais de 30 anos, o projeto também se espalha por outras 51 cidades do País.

O principal palco será montado no Largo da Batata, na zona oeste. Passam por ali o grupo de rap Rimas & Melodias (que tem a cantora Tássia Reis entre as integrantes), o cantor pernambucano Barro e seus conterrâneos da banda Mombojó, o trio Mental Abstrato, o cantor Bronze e a goiana Bruna Guimarães. A banda paulistana de rock alternativo Ludovic encerra a programação.

Além das performances no palco do Largo da Batata, o Dia da Música também terá outras atrações interessantes pela cidade. A Funhouse, no centro, receberá as bandas Atalhos, Garotas Suecas e Holger. O coletivo de artistas Sêla organiza um palco exclusivamente de mulheres. Entre os destaques estão a cantora sergipana Marcelle e as paulistanas Marina Melo e Camila Garófalo. 

O Hotel Bar, na Matias Aires, ficará dedicado apenas à música experimental. O palco recebe o músico Maurício Takara e trabalho autoral Cavulcão. Hurtmold, Guilherme Granado e Leandro Archela apresenta o projeto eletrônico Bode Holofonico. ACruz Sesper e Black Snake 808 completam a noite.

No palco da Trackers, o único pago do evento, destacam-se as bandas paulistas Kid Foguete e Surra e a goiana Frieza. A Casa do Mancha, na zona oeste, recebe a cantora Juçara Marçal. Ao lado do músico Cadu Tenório, eles apresentam o repertório do disco Anganga (2015).

A avenida São João, a rua da Consolação e a praça General Oliveira Álvares (Vila Madalena) também terão shows. Outros palcos, um pouco menores, vão ser instalados em estúdios de gravação, bares e casas de shows. Veja aqui a programação completa do Dia da Música.

Mais conteúdo sobre:
música

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.