Jonas Ekstromer/TT News Agency via AP
Jonas Ekstromer/TT News Agency via AP

'Desculpe, estou muito nervosa', diz Patti Smith ao cantar Bob Dylan na cerimônia do Nobel

O hino 'A Hard Rain's A-Gonna Fall' rendeu aplausos emocionados em homenagem ao vencedor do prêmio

EFE

10 Dezembro 2016 | 16h13

A emoção de Patti Smith contagiou todos os participantes da cerimônia do Nobel em Estocolmo, onde cantou de maneira sincera 'A Hard Rain's A-Gonna Fall', de Bob Dylan, galardoado com o prêmio Literatura. 

Emocionada, a cantora de 69 anos interrompeu a canção no meio. "Desculpe, desculpe, estou nervosa ", disse o artista. Vestida com uma calça, terno preto, jaqueta e camisa de punhos brancos longos, ela cantou acompanhada apenas de uma guitarra.

O diretor da Orquestra Filarmônica Real de Estocolmo advertiu a cantora que pediu para iniciar o verso novamente, recebendo os aplausos do público, entre os quais estavam os reis da Suécia, Silvia e Caros Gustavo, e a princesa Victoria com seu marido, o príncipe Daniel.

Mais tarde, a cantora tomado pela emoção e teve um segundo deslizamento nos complexos versos de Dylan, mas foi capaz de se recuperar para dar mais poder de sua voz.

'A Hard Rain's A-Gonna Fall' foi muito significativa na carreira de Dylan, composta em 1963, é um hino de canção de protesto que foi escrita nos anos do medo de uma possível guerra nuclear.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.