Jonas Ekstromer/TT News Agency via AP
Jonas Ekstromer/TT News Agency via AP

'Desculpe, estou muito nervosa', diz Patti Smith ao cantar Bob Dylan na cerimônia do Nobel

O hino 'A Hard Rain's A-Gonna Fall' rendeu aplausos emocionados em homenagem ao vencedor do prêmio

EFE

10 de dezembro de 2016 | 16h13

A emoção de Patti Smith contagiou todos os participantes da cerimônia do Nobel em Estocolmo, onde cantou de maneira sincera 'A Hard Rain's A-Gonna Fall', de Bob Dylan, galardoado com o prêmio Literatura. 

Emocionada, a cantora de 69 anos interrompeu a canção no meio. "Desculpe, desculpe, estou nervosa ", disse o artista. Vestida com uma calça, terno preto, jaqueta e camisa de punhos brancos longos, ela cantou acompanhada apenas de uma guitarra.

O diretor da Orquestra Filarmônica Real de Estocolmo advertiu a cantora que pediu para iniciar o verso novamente, recebendo os aplausos do público, entre os quais estavam os reis da Suécia, Silvia e Caros Gustavo, e a princesa Victoria com seu marido, o príncipe Daniel.

Mais tarde, a cantora tomado pela emoção e teve um segundo deslizamento nos complexos versos de Dylan, mas foi capaz de se recuperar para dar mais poder de sua voz.

'A Hard Rain's A-Gonna Fall' foi muito significativa na carreira de Dylan, composta em 1963, é um hino de canção de protesto que foi escrita nos anos do medo de uma possível guerra nuclear.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.