Dee Dee Ramone morreu de overdose

Uma overdose de heroína matou Dee Dee Ramone em junho, informou hoje um coronel da polícia legista de Los Angeles. Um exame toxicológico do seu sangue realizado durante a autópsia detectou que Ramone tinha em seu corpo uma quantidade mortal da droga, segundo o porta-voz da polícia, o coronel David Campbell.O baixista e fundador da banda de rock Ramones foi encontrado morto por sua mulher em sua casa, no dia 5 de junho. Suspeitava-se de overdose porque uma seringa e a droga paraphernalia foram encontradas perto de seu corpo.Sua morte aos 50 anos, ocorreu 11 semanas depois da banda ter entrado para o Hall da Fama do Rock and Roll e 14 meses depois do cantor do grupo Joey Ramone morrer de câncer aos 49 anos.Dee Dee Ramone foi um dos maiores compositores da banda, cujo primeiro álbum, Ramones, foi lançado em 1976. As músicas de maior sucesso da banda são Beat on the Brat, I Wanna Be Sedated, Now I Wanna Sniff Some Glue, Tennage Lobotomy e Sheena Is a Punk Rocker.Em sua autobiografia, Lobotomy: Surviving the Ramones, Dee Dee Ramone, cujo nome real era Douglas Glenn Colvin, escreveu sobre o esforço que fazia para não abusar das drogas e do álcool.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.