Divulgação
Divulgação

Dead Fish celebra 25 anos de carreira com DVD e turnê pelo País

Importante banda do hardcore nos anos 2000 ganha um novo registro ao vivo em São Paulo no segundo semestre deste ano

João Paulo Carvalho, O Estado de S.Paulo

31 Março 2016 | 20h18

As letras politizadas, os riffs estridentes e as batidas frenéticas que não dão trégua. Banda importante da cena hardcore da última década, o Dead Fish completa 25 anos na estrada em plena forma. Para comemorar a data, o grupo se prepara para gravar um DVD ao vivo em São Paulo, na Áudio Club, na zona oeste da cidade, no dia 26 de agosto.

O quarteto também já deu início à turnê comemorativa com shows por todo o País. O primeiro foi realizado em Vitória, no Espírito Santo, no último dia 24 de março. Neste sábado, 2, eles se apresentam gratuitamente na Casa de Cultura Tendal, na Lapa.

Fundada em Vitória, no Espírito Santo, em 1991, a banda conta hoje com o vocalista Rodrigo, o baixista Alyand, o baterista Marcos e o guitarrista Ricardo Mastria em sua formação atual. “O Dead Fish sempre foi uma banda fechada nas suas ideias. Antes, quando éramos em cinco integrantes e empatávamos em alguma decisão, sobrava alguém para decidir. Hoje, entretanto, posso dizer que somos um grupo de unanimidade. Se um não concorda, ninguém faz”, afirma Rodrigo em entrevista ao Estado.

O novo registro ao vivo não será o primeiro da carreira da banda. Além do Ao Vivo no Hangar 110 (2010), há ainda o MTV Apresenta Dead Fish (2004) e o Dead Fish 20 Anos Ao Vivo no Circo Voador (2012). O Dead Fish, portanto, já está habituado ao formato. “Dessa vez, no entanto, vamos focar mais no nosso último álbum, o Vitória (2015), já que as músicas desse disco ficaram de fora dos últimos registros”, diz Rodrigo.

Carreira. O Dead Fish tem ao todo 8 discos de estúdio. Zero e Um, de 2004, é considerado por muitos o divisor de águas da banda. O CD foi o primeiro a ser gravado e produzido pela Deck. Até então o Dead Fish era independente e tinha um selo próprio.

À época, alguns fãs fizeram duas críticas à banda e aquele que talvez seja o trabalho mais importante do grupo. “Quando assinamos com a Deck e lançamos o Zero e Um, nós assumimos um risco. O disco, na verdade, tirou a gente do Espírito Santo e levou para São Paulo, que hoje é minha cidade. Nós seríamos uma banda conceituada para sempre, porém, não existiríamos depois de 2004, ano de lançamento do álbum.

As músicas ali são executadas com gana e vontade. Tinha uma certa ingenuidade, claro, mas se trata de um excelente álbum. Muito bom escrito, por sinal. Aprendi muito durante sua gravação e, consequentemente me tornei um músico melhor”, crava Rodrigo.

PRINCIPAIS DISCOS

'Sonho Médio' (1999) 

Primeiro trabalho de estúdio do grupo, o CD é o cartão de visitas

'Afasia' (2001)

Álbum que coloca a banda em destaque na cena hardcore

'Zero e Um' (2004)

Disco importante para a evolução musical do grupo. O disco traz hits como Você, Queda Livre e Zero e Um

DEAD FISH

Casa de Cultura Tendal da Lapa. Rua Guaicurus, 1.100, 3862-1837. Sáb. (2) 18h. Entrada gratuita

Dead Fish - Você

Bem-Vindo ao Clube

Tango

Sonho Médio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.