EFE/ Justin Lane
EFE/ Justin Lane

David Gilmour, do Pink Floyd, leiloa 126 guitarras

Mais de mil pessoas já se inscreveram para participar do evento; dinheiro irá para caridade

Helen Cook, EFE

14 de junho de 2019 | 16h54

Solitária, acompanhada apenas pelo imenso holofote que a ilumina, uma velha guitarra elétrica é encontrada nas galerias da Christie em Nova York, com sinais evidentes da passagem do tempo e das constantes modificações a que o dono a sujeitou. "Essa guitarra foi fundamental para a composição de Dark Side of The Moon, considerado um dos álbuns mais importantes da história da música", explica um dos especialistas da casa de leilões para jornalistas e fãs. E conta que o dono do precioso artigo, que para muitos é objeto de devoção, não é outro senão o lendário David Gilmour, do Pink Floyd, que em 20 de junho vai leiloar um total de 126 de suas guitarras para caridade.

A Black Strat, uma guitarra Fender Stratocaster de 1969, é a jóia da coroa da coleção, a "velha amiga" que acompanhava Gilmour desde 1971, quando ele a comprou em Nova York - curiosamente a poucos quarteirões do local onde será colocada à venda novamente - até meados da década de 1980.

"David Gilmour a comprou depois de, no meio de uma turnê pelos EUA, ter passado por um roubo que levou todo o seu equipamento. Ele passou por Nova York no caminho de volta para Londres e comprou essa guitarra na lendária loja de música Manny", conta Kerry Keane, especialista em instrumentos musicais da Christie. "Gilmour ficou com a guitarra por toda a sua carreira e a tem usado em suas apresentações e gravações", acrescenta. 

Embora a Black Strat receba a maior atenção por seu valor histórico e sentimental e tenha um preço estimado entre US $ 100.000 e US $ 150.000, a guitarra é acompanhada de outros instrumentos, distribuídos em outras salas da galeria.

"Esses cinco ou seis salões da Christie representam uma superabundância de riquezas para qualquer colecionador de guitarras", diz Keane. Entre os instrumentos, está também a White Fender Stratocaster # 0001, um símbolo da longa carreira de Gilmour e do Pink Floyd, que tem sido avaliada entre 100 e 150 mil dólares. Algumas peças são mais acessíveis – um violão 1969 CF. Martin & Company, por exemplo, deve ser negociado por menos de 20 mil.

A Christie estima arrecadar um milhão de dólares com os instrumentos de David Gilmour. O dinheiro será destinado à organizações que combatem a fome e ajudam moradores de rua. 

Tudo o que sabemos sobre:
David GilmourPink Floyd

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.