Gal Oppido
Gal Oppido

Dante Ozzetti e Luiz Tatit mostram no palco um dos grandes álbuns da temporada

'Abre a Cortina' será mostrado em show único nesta sexta, 6, às 21h, no Sesc Pinheiros, com participações de Ná Ozzetti, Patrícia Bastos e Lívia Mattos

Julio Maria, O Estado de S.Paulo

06 de maio de 2022 | 15h00

É nesta sexta, 6 de maio, que Dante Ozzetti e Luiz Tatit, sobem a um palco, enfim, para lançarem o álbum Abre a Cortina. Feito ainda sob as limitações da pandemia, o disco celebra algumas datas redondas. São 25 anos de parceria e 40 anos de amizade que possibilitam uma conexão sem palavras entre os dois. Dante cria as melodias e as envia a Tatit, que capta o sentimento pela música, muitas vezes sem falar com o parceiro, antes de escrever as letras. A direção musical e os arranjos são de Dante, e muita gente que participa do álbum vai surgir no palco: Ná Ozzetti, Patrícia Bastos e Lívia Mattos. Farão falta Lívia Nestrovski (que canta a cheia de graça Duas Lívias com sua xará) e Renato Braz (quem faz uma das vozes de uma das canções mais belas feitas em muitos anos, Sobreviver).

O palco do Sesc Pinheiros estará tomado de muita gente boa. A longa lista inclui Ana Chamorro (violoncelo), Fabio Tagliaferri (viola), Fábio Cury (Fagote), Fi Maróstica (baixo), Marta Ozzetti (flauta), Lis Carvalho (piano) e Sergio Reze (bateria). Os arranjos expandem o que seriam pequenas canções, abrindo muitas direções. Ao Menor Sinal é graciosa, uma magia tanto da voz de Patricia Bastos quanto da tuba de Rui Barossi; a bela valsa Abre a Cortina junta as vozes de Lívia Nestrovski e Ná Ozzetti; Declaração é uma pérola de sensibilidades e, ao lado de Sobreviver, seja talvez um dos pontos sublimes desse encontro. É como se o pensamento de Tatit e de Dante já formassem um organismo só, trabalhado em ideias e passeios harmônicos cheios de contraposições e improbabilidades. É tudo próximo e familiar, mas sempre com alguma surpresa a incomodar os lugares prazerosos de uma canção feita com as primeiras ideias.

 


Há um texto oferecido aos jornalistas pela assessoria de imprensa no qual Dante reflete a respeito do encontro com Tatit: “Eu nunca entendi como ele consegue falar tão perfeitamente dentro do universo da música que eu pensei, sem que eu diga a ele qual caminho seguir.” E no qual Tatit também fala: “A melodia composta pelo Dante é tão forte que motiva a letra, como uma transmissão de pensamento”. Foi assim que vieram canções de outros álbuns, como Os Passionais, Alguém Total, Estopim, Achou! e Terra à Vista.

SERVIÇO: 

ABRE A CORTINA - DANTE OZZETTI E LUIZ TATIT

Dia 6 de maio, às 21 horas

Local: SESC Pinheiros - Teatro Paulo Autran

Rua Paes Leme, 195 - Pinheiros

Tel: (11) 3095.9400

Preços: R$ 50 (inteira), R$ 25 (meia), R$ 15 (credencial plena)

Tudo o que sabemos sobre:
Dante OzzettiLuiz Tatitmúsica

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.